domingo, 5 de abril de 2015

Entrevista de Kristen con AP News sobre Clouds of Sils Maria

Ela interpreta a eficiente assistente da atriz européia famosa de Juliette Binoche, que constantemente manda e-mails. Lendo histórias dos tablódeis sobre uma estrela de Hollywood (interpretada por Chloë Grace Moretz), ela dá de ombros: “É notícia de celebridade. É divertido.” Quando ela está procurando possíveis papéis para sua chefe, a ex-estrela de Twilight descreve um filme como tendo lobisomens “por alguma razão.”
“Eu tive que mobilizar seriamente a alegria que estava explodindo em meu rosto quando eu estava dizendo uma daquelas falas,” Stewart disse em uma entrevista. “Eu não acho que isso seja sobre o que é o filme. Não é um comentário sobre a natureza insana dos meios de comunicação nos Estados Unidos, especialmente. Mas ninguém sabe mais sobre isso do que eu.”
Stewart, 24, não parece muito que está fugindo de seu passado como ídolo teen como ela já está muito longe, talvez olhando para trás com uma piscadela. “Clouds of Sils Maria” dirigido pelo francês Olivier Assayas, que estréia nos cinemas americanos no dia 10 de abril, é parte de uma série de filmes que Stewart fez em uma corrida desenfreada.
“Eu estou me divertindo agora mais do que nunca,” diz Stewart. “Esses filmes passam rápido (ela estala seus dedos). Nós fizemos Camp X-Ray em 20 dias. É melhor quando é mais rápido.”
O ritmo frenético está em contraste gigante com a demanda de uma franquia de cinco filmes como “Twilight“. Os filmes agora são independentes e os papéis, como em Sils Maria, são muitas vezes de coadjuvante ou parte de um grupo. Ela co-estrelou como a filha de Julianne Moore em Still Alice e interpretou uma guarda em Guantanamo em Camp X-Ray. Ela completou um romance de ficção científica (Equals), um suspense (American Ultra) e um drama nova-iorquino sobre assalto (Anesthesia). Ela esteve filmando a adaptação de Kelly Reichardt para os contos de Maile Meloy, e ela está prevista para estar no próximo filme de Woody Allen.

“Por causa da falta de expectativa nesses filmes, não houve momentos em que as pessoas leram em um livro que foi a coisa mais importante de suas vidas,” ela disse, se referindo ao seu papel em ‘Twilight‘. “Eu realmente deixei ir.” Ela adiciona: “Fiquei muito melhor em confiar em mim mesma e não pensar que você precisa usar esses nervos e inércia louca para convencer todos no set de que você é legítima.”
O trabalho pós-Twilight de Stewart revela (ou talvez lembra) que sua natureza é menos do que uma super estrela e uma atriz natural, instintiva e curiosa. Ela basicamente retornou a fazer tantos indies do mesmo tipo que ela fazia antes de Twilight: AdventurelandWelcome to the RileysThe Runaways. Há uma nítida falta de preciosismo na escolha de projetos ou qualquer construção de carreira evidente.
“Todos os meus atores favoritos não são pessoas que vão e fazem esses personagens que são perfeitos,” Stewart diz. “Eu quero ver pessoas dispostas a ir em lugares que elas não são determinadas. Você quer ver a surpresa no rosto das pessoas.”
Assayas abordou Stewart para “Clouds of Sils Maria” a partir da sugestão do produtor Charles Gillibert, que trabalhou com Stewart na adaptação de On the Road, de Jack Kerouac, também uma produção francesa. Stewart diz que ela nunca recebeu o roteiro (“e em seus jeitos francês, eles não ligaram, ou perguntaram, ou insistiram“), então o papel foi para Mia Wasikowska. Após Wasikowska sair do projeto, Stewart entrou.
“É realmente alguma coisa que você ainda não a viu,” Assayas disse em Cannes, onde o filme teve sua primeira premiere. “Kristen, qualquer que seja a imagem que uma pessoa tenha dela, em última análise, ela é apenas uma ótima atriz por qualquer padrão.”
Ela certamente ganhou a França. Em fevereiro, ela se tornou a primeira atriz americana a ganhar umCésar, o prêmio mais importante da França, por sua performance em Sils Maria.
Sobre a relação ator/publicista, Stewart diz: “É sempre mais complicado do que: “Vá pegar água pra mim.” Apesar de estar interpretando uma personagem do lado oposto da fama, pode ser o papel que chegue mais perto de si mesma.
“Não é uma partida. É um mundo que eu conheço tão bem e que observei muito,” Stewart diz. “Eu realmente não estava tentando ser outra pessoa.”
Pessoalmente, Stewart parece se encolher fisicamente, enrolada em uma pose defensiva, suas mangas por cima de suas mãos. Ela nunca solta exatamente, mas ela está animada ao falar sobre suas inspirações e sua nova liberdade criativa.
Quando questionada sobre como Twilight a mudou, Stewart divaga relutantemente sobre como isso a ajudou a perceber que é uma atriz. Mas quando é apontada que parece que Twilight está longe de seus pensamentos, ela rapidamente concorda.
“Completamente. Eu só tenho que pensar sobre isso quando me perguntam.”

Irmandade Robsten Legacy

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar saiba que:
1. Você pode se Cadastrar com sua rede social para comentar é muito simples. Clique AQUI para saber mais.
2. Comentários, imagens e links ofensivos a Robert, Kristen ou ao trabalho realizado por esse fandom serão deletados e banidos.
2. Evitem usos de palavrões e confusões pois esses comentários serão deletados e colocados na lista de SPAM.
3.Links de sugestão de máterias por favor enviem para irmandaderobsten@hotmail.com ou no nosso chat.