sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Nova entrevista com RTE


Com The Rover nos cinemas a partir de sexta-feira 15 de agosto, Robert Pattinson fala sobre como trabalhar com a co-estrela Guy Pearce no thriller no deserto australiano.

Como foi filmar na rural Austrália? 
Robert Pattinson: Para mim, foi muito divertido. Era uma espécie de relaxamento. Eu amei filmar lá fora. Não havia pressão, e ninguém por perto.

Foi um alívio ficar longe de pessoas? 
Sim, apenas em termos de desempenho. Eu gosto de fazer pequenas coisas antes de um take, uma espécie de ficar no personagem um pouco, e se você tem um monte de gente tentando tirar fotos de você fazendo uma cara de idiota ou algo assim, então você acaba constantemente com isso em sua cabeça, e você nunca está realmente muito no que você quer fazer. Lá fora, você pode tipo fazer o que quiser. Eles podem pensar que você é uma pessoa estranha, esse cara está fazendo todo este material estranho (risos), mas foi bastante libertador.


Você gostou de interpretar um personagem menos bonito? 
Sim, quero dizer que retira restrições. Se alguém está dizendo: 'Você tem que ficar bonito!' por um lado se sente um pouco idiota, porque você é um cara, e então você está pensando em coisas que realmente não significam nada - você está apenas posando. Assim é removido o suporte para a sua própria vaidade, então é uma espécie de alívio.

Como você descreveria os temas de The Rover? 
Eu acho que é apenas uma história sobre sobreviventes. Acho que eles são pessoas muito simples em circunstâncias extraordinárias. Eles estão tentando descobrir como viver quando parece que não há muita esperança. Parece que não há nada para fazer amanhã, então o que você deve fazer em qualquer momento durante o seu dia? Mesmo a turma em que estou, eles estão roubando dinheiro e não há nada para usar o dinheiro (risos). Eric [Guy Pearce] diz: "É inútil, é só papel". É muito difícil saber por que continuar vivendo, se tudo parece totalmente inútil, e ainda assim as pessoas fazem.

Você gostou de trabalhar sobre isso com Guy? 
Sim, foi incrível. Porque toda a equipe estava hospedada no mesmo lugar e não havia mais nada a fazer, nós estávamos vivendo em um pub (risos). É chato - Se você estiver em uma cidade estranha e todas as pessoas com quem trabalha são daquela cidade, todos eles vão para casa, então você está apenas preso em seu hotel. Quando você pode sair com um monte de gente nova, você chega perto deles muito rapidamente, especialmente quando não há literalmente nada para fazer. É muito divertido. Eu não tinha feito isso por um longo tempo. Tive uma experiência fantástica a fazer este filme.

Você diria que o filme tem um subtexto político? É definido após um colapso econômico... 
Sim, quero dizer que há definitivamente uma mensagem para fora do filme. Houve manifestações físicas estranhas quando estávamos filmando. Se você olhar para alguns dos takes, havia essas minas, maciças estranhos, que eles ainda estão escavando, mas eles basicamente só devastam a paisagem. Você fica lá e olha para ele e não há absolutamente nenhuma vida selvagem mais - nada vai ser capaz de crescer nesses lugares por centenas de anos. E não é só aquele pedaço de terra: destruiu absolutamente tudo ao seu redor, ao que parece. Você meio que pensa, 'Para quê? - Para que possamos sentar e jogar jogos de vídeo?'

Via / Tradução: Irmandade Robsten Legacy 

Visite nossa Galeria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de comentar saiba que:
1. Você pode se Cadastrar com sua rede social para comentar é muito simples. Clique AQUI para saber mais.
2. Comentários, imagens e links ofensivos a Robert, Kristen ou ao trabalho realizado por esse fandom serão deletados e banidos.
2. Evitem usos de palavrões e confusões pois esses comentários serão deletados e colocados na lista de SPAM.
3.Links de sugestão de máterias por favor enviem para irmandaderobsten@hotmail.com ou no nosso chat.