domingo, 2 de janeiro de 2011

Amanhecer de Edward Cullen- Capitulo 9

Reencontro




Bella estava muito tensa e a cada passo que dávamos em direção à nossa casa,

era como se um turbilhão de emoções à invadisse, eu podia sentir isso através da mente

de Jasper que a cada segundo monitorava Bella. Todos o observavam e caso ele desse

algum sinal de perigo, todos eles iriam ajudar. Eu estava completamente seguro de que

Bella conseguiria suportar a presença de Renesmee, ela já havia me dado provas

suficientes para isso, Bella tinha um auto-controle incrível ... isso eu não tinha como

negar.

Assim que entramos pela porta da cozinha, pudemos ver minha família

posicionada em uma frente protetora, mas todos com sorrisos nos rostos felizes por nos

ver de volta.

Jacob, ainda muito tenso correu na nossa frente, mas não entrou pela porta da

cozinha como nós, deu à volta na casa e subiu pelas escadas da varanda para se

posicionar bem à frente de Rosalie e Renesmee.

“– Será que ela vai conseguir?”, Rosalie pensava com receio assim que Jacob se

posicionou em sua frente. Ela estava próximo da porta preparada para que à qualquer

sinal de perigo pudesse correr com Renesmee. “– Eca, cachorro!”, ela reclamou em sua

mente quando sentiu o cheiro de Jacob.

“– Ninguém merece o fedor da loura. Mas tenho que aguentar ... por Nessie.”, Jacob

pensou.

“– Mamãe?”, Renesmee pensou assim que pôde ver Bella através dos braços de Jacob.

– Eu só estive fora por dois dias? – Bella disse confusa para si mesma assim que vou o

rostinho de Renesmee..

Ela não sabia do crescimento acelerado de Renesmee, eu havia omitido isso

dela, sabia que ficaria tão preocupada quanto todos nós. Bella ficou com os olhos fixos

em Renesmee pensando, se não fosse Jasper sentindo Bella eu ficaria preocupado.

“– Ela está impressionada, Edward. Não está entendendo como a bebê pode ser a filha

de vocês.”, Jasper me contou.

Realmente, Renesmee não parecia mais como um bebê recém-nascido, ela estava

com o tamanho de uma bebê de uns 2 meses de idade e conseguia segurar seu tronco e o

pescoço tranquilamente. Ela estava muito ansiosa. Assim que ouviu a voz de Bella

praticamente reconheceu a mãe, ela esticava as mãozinha em nossa direção e quando

não teve sucesso levou as mãos em direção ao pescoço de Rosalie.

“– É mamãe?”, Renesmee pensou e mostrou a Rosalie a única imagem que tinha de

Bella na maca, no momento de seu nascimento.

– Sim, é ela. – Rosalie disse confirmando para Renesmee.

“– É agora.”, Jacob pensou.

Renesmee virou novamente para Bella e fixou seus olhos nela.

“– Mamãe é muito bonita.”, Renesmee pensou e sorriu para Bella.

Foi uma cena linda, do jeito que eu imaginava que seria. Esme estava muito feliz

também, não aguentava mais esperar, ela queria logo ver Bella e Renesmee juntas.

Bella ficou deslumbrada com a visão de nossa filha ... a filha por quem ela lutou

desde o início. Como era de se esperar, Bella quiz se aproximar dela e deu um passo.

Tudo aconteceu muito rapidamente, sem que nenhum de nós esperássemos, nem Jasper

que monitorava Bella, nem Alice, que por conta da proximidade de Jacob e Renesmee a

deixava “cega”, sem conseguir ver o futuro, mesmo que esse fosse imediato.

“– Não!”, Esme e Carslile pensaram preocupados.

Todos se moveram rapidamente para proteger Renesmee. Emmet e Jasper foram

os mais afoitos e se colocaram bem à nossa frente, impedindo a passagem de Bella.

Carslile e Esme ficaram um de cada lado deles, também em uma posição protetora.

Claro que eu também reagi da mesma forma por que Jasper não havia captado a

intensão de Bella, que foi muito repentina, segurei seus braços firmemente impedindo

qualquer possibilidade de movimento mais perigoso.

– Oh, dê a ela algum crédito. – Alice disse reprovando a atitude deles, ela ainda estava

no mesmo lugar. – Ela não vai fazer nada. Você também gostaria de olhar de perto.

– Eu estou bem. – Bella me disse dando um tapinha na minha mão. – Fique perto,

apesar disso, só por precaução. – Ela completou.

“– Não sei ... é muito estranho, como ela consegue ter essa segurança. É incrível, mas

ela está realmente controlada ... Tudo bem, Edward, pode soltá-la.” – Jasper analisou

bem as emoções de Bella e me disse mentalmente.

Baseado nas últimas horas e no que Jasper havia me falado, soltei lentamente os

braços de Bella para que ela pudesse se aproximar de nossa filha que estava muito

ansiosa querendo chegar perto de Bella, ela se contorcia nos braços de Rosalie.

“– Papai, quero mamãe.”, ela me pedia sem parar.

– Jazz, Em, nos deixe passar. Bella consegue. – Garanti a eles.

– Edward, o risco... – Jasper me disse. “Ela pode atacar a qualquer momento. Pode ser

de repente como o movimento que ela acabou de fazer. É muito perigoso. Você não

acha que seria um grande risco?”, ele completou em sua mente.

– É mínimo. – Disse a ele.

“– Não acredito nisso ... Bella é uma recém-nascida e como tal pode se descontrolar a

qualquer momento, Edward. Eu já vi isso acontecer. Nunca vi um recém-nascido se

controlar diante de uma sangue humano em seus primeiros dias ..., e Nessie é meio

humana.”, ele questionou em sua mente.

– Ouça, Jasper. Durante a caçada ela captou o cheiro de alguns humanos caminhando no

lugar errado e na hora errada...

“– O que? Humanos?” – Carslile gritou em sua mente.

“– Pelos Céus. Ela matou um humano!, Esme se preocupou.

“– Como? Eu sabia ... ela é uma recém-nascida. ”, Jasper pensou.

“– Ela caçou um humano? O que tem demais ... seria o normal”, Emmet pensou e deu

de ombros.

“– Bella ... Como você pode fazer isso?”, Jacob estava chocado e enojado só com a

absurda imagem mental que criou naquele momento em sua mente.

“– Não sei por que essas caras chocadas ... seria o natural ... Calma Nessi.”, Rosalie

pensava enquanto tentava segurar Renesmee que se contorcia em seus braços querendo

a mãe a todo custo.

“– Quero mamãe ...”, Renesmee resmungava em sua mente.

“– Normal ... O que ela fez com aquele vestido? Não acredito que ela está com a

camisa de Edward ... E nem cabe nela. Ah! Ela vai me dar muito trabalho. Só quero ver

como ela vai se virar com o closet ...”, Alice pensava.

– Edward! – Carlile me reprovou. – Como você pôde ser tão irresponsável?

– Eu sei, Carlisle, eu sei. Eu fui um estúpido. Eu devia ter me assegurado que nós

estávamos em uma área segura antes de liberá-la. – Disse me desculpando.

– Edward... – Bella protestou.

– Ele está completamente certo em me repreender, Bella. – Disse a ela me divertindo

com aquilo tudo. – Eu cometi um grande erro. O fato de você ser mais forte do que

qualquer um que eu já tenha conhecido não muda isso. – Disse a ela.

“– Ah! Então Bella não matou ninguém ...”, Jacob pensou e eu dei uma olhada rápida

para ele. “– Entendi.”, ele me disse em sua mente.

– Boa piada, Edward. – Alice disse. Ela realmente acreditava que Bella tinha matado

um humano, ela não conseguiu acompanhar a nossa caçada.

– Eu não estou fazendo piada. – Disse. –Eu estava explicando ao Jasper porque eu sei

que ela pode lidar com isso. Não é minha culpa se todos tiraram suas próprias

conclusões.

– Espere. – Jasper me interrompeu e perguntou incrédulo. – Ela não caçou os humanos?

– Ela começou. – Contei mais um pouco. A cara de todos era hilária, eu tinha que me

divertir mais um pouco, mas Bella tricou os dentes ao meu lado, me reprovanto. – Ela

estava completamente focada na caçada.

“– Pára de brincar e conta logo, Edward.”, Carslile reclamou em pensamento.

– O que aconteceu? – Carslile me interrompeu. Ele estava interessadíssimo na história,

até um sorriso de excitação ... de uma novidade chegando o animava. Eu não podia

deixar de contar aquilo a ele, eu sabia que ele ficaria abismado, como eu fiquei.

– Ela me ouviu atrás dela e reagiu defensivamente. – Contei ao meu pai me inclinando

para seu lado e tocando em seu ombro. – Assim que a minha perseguição interrompeu

sua concentração, ela se recuperou. Eu nunca vi nada igual a ela. Ela percebeu o que

estava acontecendo e então... ela prendeu a respiração e fugiu. – Contei ainda

abismado.

– Uou. – Emmett murmurou. – Sério?

– Ele não está contando direito. – Bella disse baixinho e um tanto envergonhada. – Ele

está deixando de lado a parte que eu rosnei para ele. – Ela contou timidamente.

– Você deu uns bons tapas nele? – Emmet perguntou a Bella muito animado.

– Não! Claro que não. – Bella disse urgentemente.

– Não, não mesmo? Você realmente não o atacou? – Emmett questionou.

– Emmett! – Bella o reprovou.

– Ah, que desperdício. – Emmett se queixou e suspirou – Você aqui é provavelmente a

única pessoa que poderia derrubá-lo ... já que ele não pode entrar em sua mente ... e

você tinha a desculpa perfeita também. – Ele ainda resmungava. – Estava morrendo de

vontade de ver como ele se sairia sem essa vantagem. – Ele a provocou.

Bella não gostou do comentário de Emmet e olhou firme e frio para ele,

reprovando o seu comentário. Pude ver na mente de Jasper que ele sentiu raiva em

Bella.

“–Wow. Ela tá brava.”, Emmett pensou se divertindo.

– Eu nunca faria isso. – Ela disse.

“– Como assim? Você não vai atacar ele?”, Jasper pensou franzindo a testa e olhando

para Bella.

Ele estava começando a entender o que eu tinha dito. Ele estava vendo com os

próprios olhos e sentindo isso também.

– Você vê o que digo? – Disse a Jasper.

– Não é natural. – Ele resmungou.

“– Mamãe!”, Renesmee continuava a pedir e se contorcer nos braços de Rosalie como

se nada daquilo estivesse acontecendo. Ela olhava para Bella que a fitava também e

esticava as mãozinhas, como se assim pudesse alcançá-la.

– Ela poderia ter se voltado contra você ... ela tem apenas algumas horas de vida! –

Esme me disse preocupada colocando a mão onde antes batia seu coração. Algumas

expressões ela ainda mantinha por hábito. – Oh, nós deveríamos ter ido com você.

Bella nem olhava para nós, seu olhos estava fixos em Renesmee, pude ver pela

mente de Renesmee que elas estavam conectadas pelos olhares. Somente Alice e Jacob

percebiam isso, eles ficavam o tempo todo prestando atenção nas duas. Bella então

esticou as mãos para Renesmee.

– Edward. – Bella me chamou se inclinando em volta de Jasper para ver melhor a

nossa filha – Por favor? – Ela me pediu.

“– Não confio, Edward.”, ele me disse ainda parado como uma estátua na nossa frente.

– Jazz, isso não é nada que você já viu antes. – Alice disse dando garantias a ele. Ela

não tinha tido nenhuma visão, mas confiava em mim e em Bella. – Confie em mim.

Alice e Jásper eram como um só, ele confiava plenamente nela ... em tudo que

ela falava, e naquela hora não seria diferente. Ele a olhou e nem precisou confiar no que

sentia, simplesmente assentiu e saiu da nossa frente, mas não descuidou, colocou a mão

no ombro de Bella para sentir melhor e que se ela desse um passo em falso, ele pudesse

reagir.

Bella começou a caminhar lentamente em direção de Renesmee com todos a

acompanhando de perto. Jacob era o que mais tinha medo, ele estava preparado para

qualquer coisa. Rosalie, apesar de receosa e temerosa, estava muito emocionada com

aquilo tudo ... com Bella se aproximando de nossa filha.

Foi a primeira vez que vi Rosalie se emocionar, Jasper também sentiu aquilo em

nossa irmã. Ela havia lutado com Bella por Renesmee e se sentia parte daquilo tudo ...

sentia que Renesmee também era dela ... não exatamente como uma filha, mas o

sentimento materno brotou naquela vampira como em Esme, que já havia sido mãe ...

um dia.

Renesmee continuava a se contorcer no colo da tia e chamar por Bella

mentalmente. Ela estava ficando muito irritada com o nosso passo lento, até que em um

certo momento ela não aguentou mais e um choro alto saiu de sua boquinha. Foi o

primeiro choro de Renesmee ... nem quando nasceu ela chorou, nem quando eu a tirei

do colo de Bella ela chorou, nem quando ela sentia a minha falta ela chorou ... Foi

naquela hora, em que ela podia ver a mãe se aproximando lentamente e percebendo que

todos nós estávamos retardando o reencontro dela.

Todos reagiram naquele momento, mas não contra Bella, fomos todos para o

lado de Renesmee para consolá-la. Aquela foi uma reação que não esperávamos.

“– Tadinha ... por que você está chorando, meu bem?”, Esme pensava enquanto

acariciava os cabelos de Renesmee.

Pensamentos como “shh ... está tudo bem.”, “tadinha.”, “calma, meu bem.”,

“fique tranquila.”, ecoavam na mente de todos. Bella ficou paralizada onde estava, não

moveu um milímetro.

– Qual o problema? Ela está machucada? O que aconteceu? – Jacob perguntava

ansioso. Ele a queria perto e estendeu a mão para Rosalie, que prontamente a

entregou.

– Não, ela está bem. – Rosalie o tranquilizou.

“– Edward. Bella ... ela está sofrendo, está confusa.”, Jasper me alertou e me virei para

olhá-la. Bella tinha o sofrimento escrito em seus olhos mas também um misto de dúvida

e incompreenção. As atitudes de Rosalie e Jacob, juntos, consolando Renesmee não

poderia ser encarado de uma forma natural por Bella, já que até minutos antes de

Renesmee nascer, ela estava apartando discuções entre eles.

Assim que Renesmee foi para o colo de Jacob tocou em seu rosto e mostrou

Bella, ela queria o colo de Bella e como Rosalie não a atendeu, apelou para Jacob.

Renesmee era muito esperta e inteligente, percebeu rapidamente que Jacob não resistia

aos seus pedidos e desejos, sempre os atendia ... como todos os lobos que haviam

sofrido imprinting.

“– Mamãe.”, ela pensou e esticou novamente com urgência as mãosinhas para Bella.

–Viu? – Rosalie disse para Jacob. – Ela só quer a Bella.

– Ela me quer? – Bella sussurrou..

Corri para o lado de Bella e toquei em seus braços. Olhei dentro dos olhos dela e

assenti a encorajando. Bella era completamente capaz de se aproximar de nossa filha

em segurança. Eu precisava fazer minhas mulheres felizes ... eu precisava unir as duas.

– Ela tem esperado por você por quase três dias. – Disse a ela.

“– Não Edward ... por favor.”, Jacob me pedia enquanto nos aproximávamos mas eu o

ignorava.

Jacob estava em pânico mas fazia de tudo para se controlar, o medo de que

Renesmee pudesse se machucar o apavorava realmente, mas eu não podia me deixar

abater, Bella tinha todo o direito de tocar em nossa filha e Nessie também ... ela tinha o

direito de ir para os braços de sua mãe. Jasper sentia que Jacob podia se transformar a

qualquer momento se ele sentisse perigo em Bella, isso nos preocupava ... claro, mas eu

não via nenhuma intensão em sua mente, era apenas uma reação natural dele, sempre

que algo o incomodava ou que pudesse de algum modo o atingir, era o rumo natural das

coisas e Bella, naquele momento era a ameaça, ela poderia e era capaz de machucá-los,

mas não ia, era essa possibilidade que o mantinha como humano, além de que ele sabia

muito bem o que poderia acontecer com Nessie se ele se transformasse alí ... assim

como aconteceu com Emilly.

“– Nessie ... Bella também não vai gostar disso ...”, pensei quando me peguei pensando

em minha filha com aquele apelido, aliás, todos estavam e era cada vez mais

complicado controlar.

– Jake, eu estou bem. – Bella garantiu à Jacob. É claro que ela via nos olhos dele o

pânico.

“– Ela não vai aceitar isso ...”, Esme pensou preocupada.

“– Ela vai acabar com ele.”, Emmet pensava.

“– Isso vai ser muito complicado.”, Carslile pensava preocupado.

“– Ela consegue Jacob ... Ela consegue ... Edward garantiu, Jacob ...”, Jacob tentava

se convencer mas estava difícil para ele. Ele fechava a cara como se estivesse sentindo

muita dor e Bella percebia isso, Jasper sentia isso e eu via na mente dele a preocupação,

ele sentia que Bella estava realmente percebendo que havia algo errado alí, aquela cena

seria impossível de ser imaginada há 4 dias atrás.

Aquele sentimento de possessão estava me irritando, ele não tinha mais direitos

sobre Renesmee que eu e Bella, os pais, por mais que eu entendesse a situação dele.

“– Mamãe.”, Renesmee se contorcia nos braços de Jacob, choramingava e esticava

mais as suas mãosinhas chamando Bella.

Bella deu o passo que a aproximaria definitivamente de nossa filha. Nós

podíamos sentir o calor que emanava de Renesmee e de Jacob quando nos aproximamos

mais, o brilho nos olhos de chocolate de Renesmee mostrava a felicidade que minha

filha sentia, ela era linda e estava feliz.

Bella então estendeu suas mãos e segurou Renesmee pela primeira vez trazendoa

para perto de nós. Bella segurou Renesmee perfeitamente, a aninhando eu seus braços.

Renesmee sentiu a temperatura de Bella mas não se importou, ela já estava acostumada

com aquela sensação, afinal ficava a maior parte do tempo no colo de Rosalie. Todos

estavam à nossa volta observando curiosamente, eles também esperavam por aquele

momento como eu ... todos amavam Bella e Renesmee.

“– Mas o que é isso? ... nunca senti algo ... tão ... tão intenso. É muito bom, faz com que

eu me sinta tão ... bem.”, Jasper pensava enquanto sentia a vibração que emanava de

Bella e de Renesmee.

“– Cuidado ... cuidado.”, Jacob pensava e não tirava as mãos de Renesmee.

“– Ah! Esse cachorro está passando dos limites. Deixe as duas em paz.”, Rosalie

reclamava em sua mente.

Bella olhava para Renesmee deslumbrada com nossa filha e Renesmee não

estava diferente, ela estava muito feliz em ver sua mãe, logo que se aninhou no colo

levantou a cabeçinha e abriu um lindo sorriso, foi naquele momento que Renesmee fez

algo que eu temia. Ela esticou suas mãozinhas e tocou no rosto de Bella mostrando a

única lembrança que tinha de Bella, ela deitada na maca agonizando e sofrendo no

parto.

“– Não!”, Jacob gritou em sua mente e só não tirou Renesmee dos braços de Bella por

que encontrou meu olhar antes o reprovando, ele sabia que eu iria impedí-lo. Ele sabia o

que Renesmee ia mostrar a Bella, ela mostrava todas as vezes que pedia por ela, nesses

quase três dias de espera.

Naquele momento todos arfamos e apertamos as mãos que ainda seguravam

Bella. Sabíamos que a primeira vez foi um choque muito grande e não seria diferente

para Bella, mas tinha um agravante, a única lembrança que Renesmee tinha da mãe era

muito chocante, Bella estava toda suava, com olheiras e havia muito sangue, e foi aquilo

que Renesmee mostrou a Bella. Claro que foi um choque maior para ela, pude ver suas

pupilas dilatarem e sua respiração acelerar conforme as imagens ia sendo mostradas e

assim que a última visão desapareceu, Renesmee deixou suas mãozinhas do rosto de

Bella e sorriu.

– O que ... foi ... aquilo? – Bella perguntou assustada e confusa.

– O que você viu? – Rosalie perguntou curiosa se inclinando por trás de Jacob que

estava muito próximo de nós. – O que ela te mostrou?

– Ela me mostrou aquilo? – Bella disse baixinho.

– Eu te disse que era difícil de explicar. – Disse no ouvido de Bella. – Mas eficiente

como um meio de comunicação.

– O que foi? – Jacob perguntou.

– Hum. Eu. Eu acho. Mas eu estava terrível. – Bella respondeu bem confusa.

– Era a única memória que ela tinha de você. – Contei a ela. – Ela está deixando você

saber que ela fez a conexão, que ela sabe quem você é.

– Mas como ela faz isso? – Bella me perguntou ainda deslumbrada mas bem confusa.

Renesmee estava muito feliz em estar com Bella e ficava brincando com os

cabelos negros da mãe que eram diferentes para ela, Rosalie tinha os cabelos louros e

longos como os de Esme e Alice tinha com cabelos curtos então ela não conseguia tocálos.

– Como eu escuto pensamentos? Como a Alice vê o futuro? – Eu perguntava para ela

mais como uma explicação. – Ela é talentosa. – Disse deslumbrado com a minha linda

filha que naquela hora brincava feliz no colo da mãe.

– É uma coisa interessante. – Carslile me disse assim que ouviu as minhas palavras, ele

ainda não havia parado para pensar por aquele ângulo. – Como se ela estivesse

fazendo exatamente o oposto do que você pode.

– Interessante. – Disse também pensando nas possibilidades. – Eu me pergunto...

“– Gosto de você,mamãe.”, Renesmee pensava e sorria para Bella.

Eu ia continuar mas me distraí com Renesmee, quando me virei pude ver Bella

deslumbrada olhando nos olhos de Renesmee e essa também muito feliz com os olhos

fitando o rosto da mãe.

– Eu lembro de você, também. – Bella disse baixinho com carinho para nossa filha e se

inclinou para beijá-la a testa.

“– Wow ... Isso já é arriscar demais!”, Jacob pensou reprovando a atitude de Bella.

“– Como ela está conseguindo? Sinto a sede nela ...”, Jasper pensava enquanto

analisava Bella e Renesmee.

– Ela está bem. – Alice disse a Jasper. Ela o conhecia bem e pelas suas expressões

Alice conseguia enxergar o que ele estava sentindo e até o que ele estava especulando.

– A gente não experimentou o suficiente por um dia? – Jacob disse ainda mais

preocupado depois que percebeu que Jasper podia estar sentindo algum perigo. – Ok, a

Bella indo muito bem, mas não vamos pressionar.

“– Finalmente uma reação lógica.”, Jasper pensou quando sentiu a raiva surgindo em

Bella.

Bella fechou a cara para Jacob, ele estava estragando o momento dela ... o nosso

momento. Para Bella, não era possível entender que Jacob não suportava a presença de

Renesmee mas estava alí, ou pelo menos era o que eu pensava. Para uma pessoa normal

essa seria a lógica. Jasper se aproximou naquele momento, ele previa um conflito alí.

– Qual é o seu problema, Jacob? – Bella disse e trouxe Renesmee mais para perto dela,

protegendo nossa filha, mas ele veio junto.

“– Aí já é demais.”, pensei.

– O fato de entender você não quer dizer que eu não vá botá-lo para fora daqui. Bella

está indo extraordinariamente bem. Não estrague o momento dela. – Disse irritado para

ele.

– Eu vou ajudar ele te arremessar, cachorro. – Rosalie me apoiou com fervor. Ela tinha

raiva e repulsa dele, mas aguentava por causa de Renesmee. Ela também não aceitava

o imprinting deles. – Eu te devo um bom chute na barriga. – Ela o lembrou.

Bella ficou olhando para mim e para Rosalie confusa, ela tinha visto há alguns

minutos Rosalie e Jacob tão próximos e defendendo Renesmee, agora Rosalie se

virando contra ele ... mas foi quando olhou para Jacob e viu olhos dele fixados no rosto

de Renesmee que as coisas começaram a se encaixar para ela. Eu via seu rosto se

metamorfoseando na minha frente, e eu não era o único a notar. Todos olhavam fixos

para Bella que encarava Jacob deslumbrado olhando para Renesmee, eles sabiam que

algo muito sério estava por acontecer.

“– Ela é linda.”, Jacob pensava.

“– É agora. Ah, é.”, Emmett pensava.

“– Edward ... Bella está esquisita.”, Esme me dizia preocupada.

“– Wow. Edward? Ela vai explodir a qualquer momento, sinto isso. Bella estava

confusa ... mas agora não, ela está ficando mais furiosa.”, Jasper me alertou.

– Não! – Bella disse alto e arfou.

“–Pronto. Ela descobriu.”, Alice pensou.

“– Edward? Renesmee.”, Rosalie e Carslile gritaram em suas mentes ao mesmo tempo.

“– Segure Bella Edward.”, Carslile me pediu também.

“– Nessie!”, Jacob gritou em sua mente e tirou às pressas minha filha dos braços de

Bella, ele tinha medo de que Bella se descontrolasse e que machucasse Nessie.

“– Vou ganhar essa aposta. Ela vai acabar com ele.”, Emmett pensava.

Me adiantei e apertei meus braços ao redor de Bella impedindo que ela

explodisse e pudesse machucar Renesmee sem querer. Bella olhava feio para Jacob que

segurava a nossa filha de uma forma protetora. Todos ficaram tensos naquele momento,

menos Emmett que esperava ansioso por aquele momento.

– Rose. – Bella disse lentamente rosnando entre os dentes. – Pegue a Renesmee.

“– Edward?”, Rosalie pediu a minha permissão naquele momento e eu assenti para ela.

“– É o melhor a fazer.”, Jacob me disse mentalmente. “– Proteja Renesmee.”

Rosalie então esticou suas mãos, Jacob entregou Renesmee e começou a se

afastar de Bella, assim como Rosalie.

– Edward, eu não quero te machucar, então por favor me solta. – Bella me disse

friamente mas com um tom delicado. – Vai ficar na frente da Renesmee. – Ela me pediu.

“– O que está acontecendo lá dentro?”, Seth pensou do lado de fora da casa.

“– Eu vou entrar.”, Leah pensou. Ela ia voltar à forma humana para ver o que estava

acontecendo.

“– Jacob mandou que a gente esperasse aqui ... Aconteça o que acontecer. Foi uma

ordem, Leah.”, Seth disse à irmã e ela obedeceu.

“ – Deixe ela, Edward.”, Jacob me pediu.

“– Eu sabia que ela não ia aceitar isso.”, Jasper pensou. “– Ela tá com muita raiva.”

“– É a sua cabeça, cachorro.”, pensei e olhei nos olhos de Jacob e a soltei.

“– Sei que ela tem todo o direito de se rebelar, Edward, mas fique por perto. Bella não

sabe a força que tem, ela pode matá-lo facilmente.”, Carslile me disse mentalmente.

Claro que Bella não ia aceitar aquela situação, há um tempo atrás nós havíamos

conversado sobre o imprinting dos lobos, principalmente sobre o de Quil e Claire, que

era uma bebê. Bella achava um absurso mas Jacob havia explicado, claro que ela não

aceitava, não achava certo Quil perder anos de sua vida esperando pelo crescimento de

Claire e nem de Claire não ter a escolha ... era diferente com San e Emily, eles já eram

maiores e tinham mais consciência do que estavam sentindo e do que viria a contecer.

Agora, como nossa filha ...

Assim que soltei Bella ela se posicionou como uma perfeita leoa, agachada

como fez na floresta se preparando na tocaia àquele puma. Ela deu dois passos lentos na

direção de Jacob rosnando baixo. Eu fiquei em seu encalço acompanhando seus

movimentos, totalmente deslumbrado com a desenvoltura de Bella. Renesmee estava

perfeitamente protegida nos braços de Rosalie e com Esme e Carslile por perto, então

não tinha que me preocupar com ela.

“– Pegue ele por mim, Bella.”, Rosalie pensava. Claro que ela não falaria isso em volz

alta, Carslile e Esme a repreenderiam, ela sabia muito bem disso.

“– Nossa, ela só tem três dias?”, Emmet pensou impressionado com a postura perfeita

de Bella.

“– Eu sabia, ela nasceu para isso ... Eu não te disse, Edward?”, Alice me disse

mentalmente.

“– Ela está com muita raiva. Jacob que se cuide.”, Jasper pensava.

– Você não fez isso. – Bella rosnou mais alto para Jacob.

“– Edward ... segure Bella.”, Esme me pedia mas eu ignorava, Bella tinha o direito de

saber tudo. Somente ela poderia se rebelar contra ele.

“– Nossa, a postura dela é perfeita.”, Carslile analisava tudo, cada movimento de

Bella.

Bella estava furiosa, eu via isso no rosto dela. Jacob levantou as mãos como se

estivesse acalmando Bella enquanto observava ela se aproximando lentamente,

agachada preparando o bote, ele sabia reconhecer aquilo. Seth e Leah estavam ansiosos

do lado de fora querendo saber o que estava acontecendo.

– Você sabe que é algo que eu não posso controlar. – Jacob tentou ponderar com Bella.

“– Ela descobriu, Leah. Agora o Jake tá frito.”, Seth disse em pensamento para Leah,

eles mantinham a forma de lobo do lado de fora da casa, camuflados no meio das

árvores que ladeavam minha casa. Leah ficou muito preocupada.

– Seu vira-lata estúpido. – Bella cospiu a ofensa para ele. – Como você pode? Meu

bebê!

“– Por que mamãe está tão zangada?”, Renesmee não entendia, ela nunca havia

presenciado uma cena daquelas, nem mesmo sentido aquilo. Ela não conseguia ver

Bella naquela hora por que Rosalie prontamente a virava para outro lado a protegendo,

ela só podia escutar.

Jacob sentiu a ofensa, ele ficou preocupado com a ferocidade de Bella naquele

momento, mas não por ele ... por Nessie, ele não queria que ela visse a mãe daquela

forma, a solução foi um confronto do lado de fora.

Era incrível como ele se comportava, isso eu tinha que admitir. Jacob não

pensou na própria segurança em momento algum, era como se a vida dele não tivesse

mais importância, era como se tudo girasse em torno daquela linda bebê meio humana

meio vampira que ouvia tudo nos braços de Rosalie. Naquele momento me identifiquei

um pouco com ele, Jacob se comportava em relação à Renesmee como eu em relação à

Bella, tudo o que eu fiz desde que a conheci até aquele dia foi pensando nela, não em

mim, não na minha vida nem na minha segurança ... preferia morrer a perdê-la, era

assim que Jacob pensava, mas era com a minha filha e isso eu não podia deixar de levar

em consideração, era com a minha bebê que ele havia tido o imprinting.

Bella foi avançando na direção de Jacob e esse corria, descendo de costas pela

escada, observando os movimentos felinos de Bella. Eu acompanhava cada passo dela,

ladeado por meus irmãos, Carslile e Esme, já que a luta aconteceria do lado de fora.

Seth e Leah estavam do lado de fora e se assustaram quando viram Jacob saindo

daquela forma, eles estavam escutando tudo o que se passava preocupados.

– Não foi minha idéia, Bella! – Jacob tentou se justificar.

– Eu a segurei somente uma vez, e você já acha que tem algum direito estúpido de lobo

sobre ela? Ela é minha. – Bella rosnou mais alto e continuou a perseguição.

– Eu posso dividir. – Jacob pediu caminhando de costas.

– Pague. – Emmet disse para Jasper.

Eles tinham apostado que Bella mataria Jacob, Emmet acreditava que Bella

mataria Jacob rapidamente, Jasper pensava que Bella poderia se controlar depois de ver

a sua reação nos minutos iniciais de sua nova vida, mas estava desacreditado.

– Como você se atreve ter imprinting com o minha filha? Você enlouqueceu? – Bella

gritou para ele enfatizando as palavras.

– Foi involuntário! – Ele contestou.

“– Ela vai matá-lo. Seth, pelo outro lado.”, Leah ordenou e eles se posicionaram um de

cada lado de Jacob.

“– Venha sanguessuga.”, Leah pensou, rosnou para Bella e avançou alguns passos em

sua direção.

“– Ah! Se os lobos podem brincar eu também quero.”, Alice pensou e se preparou para

reagir, ela lutaria do lado de Bella.

“– Aí são três contra uma, não é justo, mesmo que Bella seja uma recém-nascida.”,

Emmet recladou em sua mente e ele estava certo. Ele estava animado com a

possibilidade de acabar com o tédio e dar uns bons tapas em Leah, ele não gostou nada

do comportamento de Leah quando ela apareceu na nossa casa antes de Renesmee

nascer.

Bella se virou para Leah e soltou um alto rosnado mostrando suas presas, ela não

se deixou abater pelos dois grandes lobos que ladeavam Jacob. Era incrível a segurança

de Bella, ela não recuou nenhuma vez, pelo contrário, estava lá firme encarando doi

lobos furiosos e seu amigo e prol de nossa filha. Não tinha como não enxergar beleza

naquilo tudo.

– Bella, você pode tentar me ouvir por apenas um segundo? Por favor? – Jacob pediu a

Bella. – Leah, sai fora. – ele disse assim que percebeu a aproximação dela, mas Leah

não recuou, mostrou os dentes para Bella em resposta.

“– Não vou sair. Se ela avançar eu acabo com ela.”, Leah pensava.

Eu fiquei escutando tudo e a um pequeno sinal mental que me indicasse que

Leah pudesse avançar em Bella eu agiria antes. Eles tinham que resolver a questão

sozinhos, era assim que deveria ser, claro que eu não tinha como prever Bella, então

ficava observando cada movimento dela.

– Por que deveria escutar? – Bella questionou com muita raiva.

– Porque foi você mesma quem me disse isso. Você lembra? Você disse que nosso lugar

era um na vida um do outro, certo? Que éramos uma família. Você disse que era assim

que eu e você deveríamos ser. Então ... agora somos. É o que você queria.

– Você acha que você vai ser parte da minha família como meu genro! – Bella gritou

bem alto para ele.

“– Absurdo.”, pensei.

“– Ela já era esquentada antes, agora ficou pior.”, Emmet ria em pensamento e quase

ria alto, ele praticamente mantinha a mão na boca para não chamar a atenção de Bella.

Nós observávamos tudo à uma pequena distância. Carslile e Esme eram os mais

preocupados, os outros se divertiam com aquilo tudo. Renesmee já conseguia ver

alguma coisa, mas ainda não entendia bem.

– Pare ela, Edward. – Esme murmurou para mim. – Ela vai ficar infeliz se ela o

machucar.

“– Mamãe machucar meu Jacob?”, Renesmee pensou quando ouviu Esme.

“– Meu Jacob? Ah! Ótimo, deixa Bella saber disso.”, pensei.

– Não! – Jacob pediu, ele queria resolver isso sozinho com Bella. – Como você pode

ver isso desse jeito? Ela é só um bebê, pelo amor!

– Esse é a questão! – Bella disse furiosa.

– Você sabe que eu não penso nela dessa maneira! Você acha que Edward teria me

deixado viver esse tempo todo se eu pensasse assim? Tudo que eu quero é que ela esteja

segura e feliz ... isso é tão ruim? Tão diferente do que você quer? – Jacob se exaltou e

gritou também para Bella que rosnou de volta.

– Maravilhosa, não é? – Disse para meus irmãos enquanto observava a desenvoltura de

Bella. Ela estava linda, sexi e furiosa como uma leoa ... a minha leoa.

– Ela não foi para o pescoço dele nenhuma vez. – Carslile me disse. Ele estava

impressionado com o controle de Bella.

– Está bem, você ganha essa. – Emmet disse a Jasper depois de ouvir o comentário de

Carslile.

Jasper já estava com a mão estendida esperando pelo pagamento que eles haviam

combinado, era o jipe de Emmet contra a moto de Jasper, a que eu havia dado a ele

quando Bella recusou meu presente. Foi assim que Emmet ganhou o jipe de Jasper,

numa aposta louca e absurda há cinco anos, quando nem imáginávamos vir para Forks.

– Você vai ficar longe dela. – Bella assobiou para Jacob.

– Não posso fazer isso! – Ele reclamou.

– Tente. A partir de agora. – Bella o desafiou rosnando alto e falando pelos dentes,

dando ênfase as palavras.

– Não é possível. – Jacob contestou. – Você lembra o quanto você me queria por perto

três dias atrás? Quão difícil era estar separados um do outro? Isso agora passou para

você , não é? – Ele ia explicar. – Era ela. Desde o começo. Nós tínhamos que estar

juntos, mesmo antes.

“– Edward? Bella tá vacilando.”, Jasper me disse, somente ele podia perceber aquilo

por que Bella mantinha a mesma postura e feições, seu rosto não mexeu um milímetro

sequer durante toda a discussão. “– Peraí ... esquece. Ela está furiosa de novo. Foi só

um momento de fraqueza.”, ele completou rindo em sua mente.

– Fuja enquanto você ainda pode. – Bella ameaçou Jacob novamente.

– Vamos, Bells! Nessie gosta de mim também. – Jacob insistiu.

Todos congelamos naquele momento, nós sabíamos que Bella não ia concordar

com aquele apelido. Bella parecia uma estátua, parou de respirar como todos de minha

família. O ambiente ficou muito tenso naquele momento.

“– Ele chamou minha filha de Nessie na frente dela?”, pensei preocupado.

“–Rá. Agora ela mata ele.”, Emmett pensou.

“– Edward? Ela está se enfurecendo como nunca vi. Corra para pará-la.”, Jasper me

alertou.

– Do que … você a chamou? – Bella disse então mais furiosa, eu podia sentir aquilo

em sua voz.

– Bom ... – Jacob começou a se explicar. – ... o nome que você inventou para ela é

meio comprido e... – Ele ia continuar mas Bella interrompeu.

– Você apelidou minha filha de Monstro do Lago Ness? – Bella gritou e se mexeu para

avançar sobre Jacob.

“– Não!”, Seth gritou e saltou na defesa de Jacob.

“– Edward!”, Esme gritou em sua mente.

– Bella! – Gritei para ela ao mesmo tempo.

Corri para tentar ajudar, para impedi-la no momento em que vi que Bella mexer

um milímetro do seu corpo, mas ela já estava saltando, cheguei alguns mili-segundos

atrasado, foi o que bastou. Tudo aconteceu muito rápido, no mesmo momento em que

Bella avançou em Jacob, Seth interveio e se colocou entre os dois. Pudemos ouvir os

ossos de Seth se quebrando, ele foi o único que se machucou. Bella foi muito feroz e se

lançou com tanta força que acabou se chocando com Seth ainda no ar, voando com ele

para longe dalí, para o meio da floresta. Jacob não se metamorfoseou, ele ficou imóvel,

com as mãos espalmadas para cima apenas para se proteger, esperando por Bella, não

pretendia de forma alguma se defender atacando Bella.

“– Seth!”, Leah gritou em sua mente e rosnou alto quando o corpo de seu irmão e de

Bella passaram por cima dela.

– Rosalie! Fique com Renesmee! – Gritei para minha irmã enquanto corria para

alcançar Bella e Seth, elas haviam presenciado tudo e Renesmee ficou muito assustada.

Todos corremos para o meio da floresta em busca de Bella e Seth, eu não queria

que Renesmee presenciasse aquilo de perto, mesmo sabendo o quão inteligente ela era.

Assim que passei por Jacob vi ele correndo mas não para dentro da floresta, ele foi para

o lado de Rosalie se colocando à frente delas, numa pose protetora.

“– Edward! Cuide de Bella e Seth, eu cuido de Nessie e Rosalie.”, Jacob gritou em sua

mente.

Cheguei à tempo de ver o corpo de Bella e Seth ainda rolando na relva da

floresta, ela ainda não tinha percebido que tinha atingido Seth e não Jacob, precisei

acelerar e agarrá-la antes que suas presas se aproximassem demais dele. Foi por pouco

... ela chegou bem perto e assim que inspirou e sentiu que aquele não era o cheiro de

Jacob congelou e arregalou os olhos e se afastando do corpo do lobo. Cheguei correndo

e logo me ajoelhei ao seu lado segurando seu rosto entre minhas mãos.

– Calma, Bella. – Disse olhando em seus olhos. – Está tudo bem agora.

– Desculpe ... desculpe. – Bella começou a se lamentar.

– Está tudo bem, amor. – Disse acariciando seu rosto.

“– Diga a ela que estou bem, vou me curar rapidamente, para ela não se preocupar.” –

Seth me pediu e inspirou forte. “– Ai ai.”, ele reclamou quando tentou se mexer.

– Seth está pedindo para dizer que está bem, Bella. Não se preocupe, ok? – Disse

olhando em seus olhos. – Carslile, ajude. Ele quebrou alguns ossos. – Disse ao meu pai

que se aproximava também, mas com muito cuidado.

– Desculpe. – Bella me dizia olhando em meus olhos, ela não conseguia olhar para

Seth.

“– Maldia sanguessuga!”, Leah rosnou para Bella quando chegou.

– Fique longe, cachorrinha. – Emmett se adiantou e se colocou entre eu e Bella, e Leah

que rosnou para ele também.

“– Saia da frente grandão.”, Leah disse em sua mente.

“– Deixe Leah.”, Seth disse mentalmente e uivando para sua irmã.

“– Como deixe? Ela podia te matar.”, Leah disse mentalmente olhando para Bella.

– Mas não matou, Leah. – Disse a ela. – Jacob sabia muito bem o que estava fazendo.

Fique fora disso.

– Seth, preciso que você volte à forma humana para eu poder te ajudar. – Carslile disse

ao se aproximar mais de Seth ainda como lobo.

“– Leve Bella daqui, Edward.”, Esme me pediu mentalmente.

– Vou levar Bella para dentro e mandar Jacob aqui. – Disse à Carslile.

– Ficarei aqui, Edward. – Emmett disse e fez sinal para que Jasper e Alice nos

acompanhassem.

“– É melhor mesmo. Sabe-se lá o que Bella pode aprontar.”, Jasper pensou.

– Vamos amor. Carslile cuidará dele. Você precisa de um tempo. – Disse à Bella e dei a

minha mão para ajudá-la a se levantar.

– Vamos Bella. Ficará tudo bem, acredite em mim. – Alice me apoiou.

Bella me deu a sua mão e se levantou, íamos caminhando para casa, mas Bella

estava muito envergonhada e arrependida do que havia feito, que se agarrou em mim.

Eu peguei Bella no colo e corri para casa, passando rapidamente por Rosalie e Jacob,

Alice e Jasper nos acompanharam até a casa, mas Jasper ficou do lado de fora.

“– Jasper.”, Alice se virou assim que entramos e deu falta de Jasper.

– Jacob? – Jasper o chamou. – Carslile precisa que você ajude Seth à voltar á forma

humana. Vá! – Jasper ordenou á Jacob que só se afastou depois de olhar para Nessie e

Rosalie. – Leve Nessie para os fundos, vá mostrar o rio para ela, ou algo assim, ela já

está muito ansiosa e agitada. Não é bom que ela esteja quando ... – Ele deixou a

informação no ar e Rosalie entendeu muito bem.

Rosalie correu com Renesmee em seu colo para os fundos da nossa casa e

começou a cantar para ela, mostrando algumas flores e borboletas que voavam por alí.

Renesmee foi logo distraída com as cores e novas formas enquanto Jasper observava e

monitorava o que acontecia dentro da floresta.

– Vá Alice, eu cuido de Bella, obrigado. – Disse à minha irmã.

“– Tem certesa?”, ela me perguntou mentalmente e eu assenti. Alice então correu para

fora, ela pôde ter uma rápida visão do que eu queria e foi ficar com Jasper.

– Venha, amor. – Disse para Bella que ainda estava em meus braços com o rosto

pousado em meu peito.

Bella precisava de um lugar conhecido e um ambiente para se acalmar, assim

que chegamos no nosso quarto a coloquei no chão e Bella foi logo para o outro lado do

quarto.

– Me desculpe, não sei o que aconteceu, eu me descuidei, Bella. – Disse a ela.

– A culpa não é sua, Edward. – Bella me repreendeu. – Eu devia ter me controlado.

– É sim, eu imaginava onde terminaria aquilo, mas me descuidei. – Disse a ela.

– Me abrace ... por favor? – Bella me pediu e estendeu os braços.

Sem parar para pensar voei para seu lado e a abracei forte. Bella podia ser uma

vampira, mas ainda era a minha linda e sensível Bella, e ela precisava de mim. Bella

levantou a cabeça se esticou para me beijar. Seu hálito varreu meu rosto e me deixou

maluco, a ergui do chão e a beijei arfadamente. Eu tinha a consciência de que Seth

estava lá fora sofrendo, mas Bella também estava e eu era a única pessoa que conseguia

acalmá-la assim como ela era a única que me mantinha são.

– Precisamos voltar ... Seth, Jacob, Renesmee ... preciso me desculpar. – Bella me disse

depois de me beijar.

– Não se preocupe, assim que eles estiverem voltando eu te aviso. Você nem mordeu

ele, então ... teria sido muito pior. – Disse

– Pior como? – Bella me perguntou ainsosa.

– Uhmm. Acho que nunca te disse isso. – Lembrei.

– Isso o que, Edward? O que você não me disse? – Bella me perguntou ansiosa.

– Calma Bella! – Disse acariciando seu rosto. – Não fique nervosa, é só que os lobos

são sensíveis ao nosso veneno, mas não como os humanos.

– Como assim, Edward? – Ela me perguntou um pouco mais calma depois do meu

toque, mas não menos preocupada.

– É mortal para eles, Bella. – Contei então.

– Mortal? Por que vocês nunca me disseram isso? – Ela disse em quase um grito.

– Não sei exatamente. Mas não fique nervosa, agora está tudo bem. – Tentei manter o

mesmo tom de voz para que ela se sentisse mais segura, para que ela não se

preocupasse.

– Não, Edward, não está. Eu poderia ter matado Seth ... ou Jacob. – Ela falou mais

baixo, segurando a voz firme.

– Mas não matou. – Completei falando calmamente, acariciei seu rosto e seus cabelos e

então a beijei novamente.

Ficamos alí por apenas cinco minutos, o suficiente para que Bella relaxasse um

pouco e para que Carslile trouxesse Seth já humano.

– Vamos, eles estão voltando. – Disse a ela e corremos para a sala antes que eles

entrassem.

“– Eca! Que fedor.”, Emmett pensava enquanto corria para casa, ele queria logo se

livrar o fedor, ele sabia que Rosalie não chegaria perto dele se ele tivesse com o fedor

do lobo.

“– Esse cara é forte mesmo, bem que Paul tinha dito.”, Seth pensava.

Emmet trazia Seth nos braços, a pedido de Carslile, já que ele tinha algumas

costelas e a clavícula quebrados, ele gemia um pouco de dor, mas nada desesperador.

Assim que Seth viu Bella se controlou mais para não deixá-la mais angustiada mas

mesmo assim Bella ficou muito preocupada. Jasper e Alice entraram atrás.

“– Jacob está com Rosalie e Nessie.”, Jasper me informou mentalmente assim que

eles passaram pela porta da sala.

Apenas um olhar meu foi o suficiente para ele entender que eu havia escutado e

que não estava nada satisfeito, mas o que eu podia fazer? Não podia deixar Bella

naquele momento, o que me consolava era que Rosalie estava com ela em seus braços, e

que eu podia naturalmente confiar a proteção de minha filha à minha irmã, Bella

também confiava em Rosalie. O fato de eu poder escutar perfeitamente as vozes mentais

deles também ajudava.

Jacob havia retornado junto com Emmet e os outros mas não entrou em casa, foi

atrás de Rosalie que estava perto da margem do rio com Renesmee. Ele esticava os

braços para segurá-la mas Rosalie não queria deixar, eles ficavam discutindo em

silêncio, somente com gestos e olhares para não alarmar Bella.

– Edward? – Emmet me chamou. – Vou sair para caçar, Ok? – “Na verdade, Esme quer

terminar o chalé de vocês”, ele me disse mentalmente. “E eu também quero me livrar

desse fedor de cachorro. Droga, nem vou poder me despedir de Rose ... ela com certesa

vai me jogar longe se eu chegar perto fedendo desse jeito.”, ele pensou.

– Leve Esme e Alice contigo. – Carslile pediu entrando na farsa, eles haviam

combinado tudo antes. – Vou mais tarde com Rosalie e Jasper.

– Ok. Vamos então. Se precisarem, estamos com celular. – Ele disse e saiu pela porta

da frente seguido Esme e Alice, que antes se despediram de seus parceiro com um beijo.

Bella ficou observando, e me puxou assim que viu que Seth se sentou. Fomos e

nos sentamos ao lado dele no grande sofá da sala, Bella ficou ao seu lado. Era incrível o

controle dela, mesmo alí ao lado dele como humano, ao lado de seu corpo tão quente,

que mesmo eu estando depois de Bella podia sentir a intensidade, ela não vacilava em

nenhum momento, era como se uma pessoa qualquer estivesse alí e ela ainda fosse

humana. Jasper também estava impressionado, como Carslile que observavam cada

movimento de Bella.

– Seth, me desc... – Bella ia falar mas eu a interrompi.

– Não se preocupe, amor, ele vai ficar bem. – Disse murmurando bem baixo no ouvido

de Bella, de forma que somente nós vampiros pudéssemos escutar.

– Ele vai ficar bem logo Bella, não se preocupe, ele não tem nem dez por cento das

lesões que Jacob teve. – Carslile tentou tranquilizá-la também. Ele estava de pé, atrás

do sofá cuidando de Seth.

“– Queria saber porque ele está tão animado.”, Jasper pensou. “Está se divertindo com

alguma coisa que a gente não saiba, Edward?”, Ele me perguntou em pensamento, eu

apenas dei de ombros fingindo me ajeitar no sofá, mas Bella nem percebeu.

“– Não que eu não fosse capaz de dar a Jacob lesões maiores.”, ri em pensamento. Eu

ainda estava irritado com a história do imprinting, mas Bella ter explodido com ele foi

muito ... reconfortante, para não dizer divertido e prazeiroso. Todos meus irmãos e eu

queríamos ter tido aquele prazer, mas respeitamos a vontade de Renesmee, e esperamos

pela decisão de Bella.

Seth estava sendo muito bem cuidado, Carslile era o único naquela região e

talvez em todo o país que tinha a capacidade e tal experiência para ajudá-lo assim como

fez com Jacob. Apesar dos lobos terem uma incrível capacidade de regeneração e

resistência, em alguns casos uma ajuda para colocar os ossos nos lugares certos vinha a

calhar, e era isso que Carslile estava fazendo.

– É verdade Bella, já estou me curando. – Seth disse mas Bella permanecia calada, só

observava Carslile trabalhando.

– Me desculpe, Seth. Eu devia ter ficado mais perto. – Me desculpei com ele.

– Seth, eu... – Bella tentou novamente.

– Não se preocupe, Bella, eu estou totalmente bem. – Seth disse interrompendo.

– Bella, amor, ninguém está te criticando. Você está se saindo muito bem. – Disse ao

mesmo tempo.

Claro que havia uma “pessoa” que estava muito insatisfeita com aquilo tudo ...

Leah, que ainda estava do lado de fora da casa como loba esperando por seu irmão, ela

não queria entrar lá em casa de forma alguma, e eu fiquei muito satisfeito com aquilo,

não querida Leah humana no mesmo ambiente que Bella, com certesa Bella não ia ter o

mesmo comportamento que antes de sua transformação, não seria complacente nem

ficaria quieta e parada escutando, com certesa. Depois de esperar sem ter notícia

alguma, Leah foi atrás de Jacob para ver se ele poderia ajudar a ter alguma notícia.

– Leah, se transforme. – Jacob pediu mas ela fez sinal com a cabeça que não e apontou

com o focinho para dentro da casa.

– Fale baixo, cachorro. – Rosalie disse e acenou para a casa.

“– A loura tá certa, melhor esperar Bella estar mais calma.”, Jacob concordou, mas só

em pensamento, não ia dar o gostinho à Rosalie.

“– Meu irmão, idiota.”, Leah pensou bem irritada. Ela culpava Jacob por ela e Seth

estarem naquela situação.

“– Eca! Que fedor.”, Rosalie pensou, deu uma olhada de nojo para Leah e começou a

andar, deixando os dois na margem do rio.

– Ele está bem, Leah. Carslile está cuidando dele, não se preocupe, ok? – Jacob falou

baixo e ela simplesmente bufou para ele.

Jacob então correu atrás de Rosalie e Nessie, deixando Leah sozinha na margem

do rio e logo as encontrou, elas estavam na escada da varanda e Rosalie brincava com

Renesmme.

“– Droga. Ele nos achou Renesmee.”, Rosalie lamentou em sua mente.

“– Ela ainda está com raiva, Edward. Vai ser difícil Bella aceitar essa situação. Boa

sorte irmão, você vai precisar.”, Jasper me disse mentalmente, ele ainda monitorava

Bella apesar de conseguir sentir todas as vibrações da sala ... a dor de Seth, a

preocupação de Esme e Carslile, e principalmente a minha animação.

“– Droga. É Charlie, Edward.”, Carslile me avisou em pensamento assim que viu o

número de Charlie no identificador de seu celular. “– Ele ligou mais cedo, Esme

atendeu, mas ele está muito preocupado, estamos tentando protelar, mas não sei por

quanto tempo”

– Agora não, Carslile. Mais tarde eu cuido disso. – Disse a ele que prontamente deixou

o celular tocando.

– O que foi? – Bella me perguntou.

– Charlie. Ele ligou mais cedo e acabou de ligar de novo. – Contei.

– Você está certo, ainda não está na hora. – Bella concordou.

“– Agora vai doer um pouco.”, Carslile pensou nos últimos ajustes em Seth. Ele

prendeu mais uma tala no braço de Seth e precionou firme para mantê-lo imobilizado.

Seth sentiu muita dor mas somente tremeu naquele momento por causa de Bella, ele

estava realmente se aguentando.

– Desculpe, desculpe! – Bella se adiantou em dizer assim que sentiu o sofá tremendo.

Eu afaguei seu braço.

– Não fique preocupada, Bella. – Seth afagou o joelho de Bella, aquilo não despertou

exatamente ciúme, mas algo estranho que não consegui identificar exatamente o que

era, porque Seth não tinha malícia nenhuma em sua mente naquela hora. – Eu estarei

de volta ao normal em meia hora. – E ele ainda tocava no joelho de Bella. – Qualquer

um teria feito o mesmo, com o Jake e a Ness... – “Ops!, ele pensou quando quase disse

o apelido criado por Jacob. – Quero dizer, pelo menos você não me mordeu ou nada

assim. Isso teria sido muito chato.

Foi o que fez Bella voltar à angústia, ela levou o rosto até as mãos muito

angustiada.

“– Não contamos isso a ela antes, não é? – Carslile me perguntou em pensamento e

apenas uma indicação minha ele entendeu. “– Você acabou de explicar, não é? Por isso

essa reação”. Ele me disse e eu assenti.

“– O que ela tem?”, Seth me perguntou mentalmente. “– Eu disse algo errado ... algo

demais?” – ele me perguntou e eu assenti. “– Ela não sabia do veneno?” – Ele me

perguntou e eu balancei a cabeça respondendo. “– Desculpe, Edward, eu não sabia.” –

ele então se desculpou. Eu afaguei seu ombro bom o tranquilizando, ele não tinha culpa,

foi apenas um assunto que não havia surgido até aquele dia.

– Eu sou uma pessoa má. – Bella o absurdo disse depois de alguns segundos.

– Claro que você não é. Eu devia ter... – Disse tocando em seu ombro, mas ela me

interrompeu.

– Pará com isso. – Bella protestou e ficou em silêncio, pensando e me deixando de fora

de sua mente ... como sempre.

Estava sendo muito difícil para Bella aceitar tudo aquilo, eram novidades demais

surgindo a todo momento em sua vida. Era normal a confusão e o receio nas primeiras

horas depois de terminada a transformação, mas para ela tinha algo a mais do foi para

todos nós, ela ainda tinha que aguentar a presença de nossa filha meio humana e de

Jacob, um meio humano meio lobo que ainda tinha tido um imprinting com sua filha

enquanto ela estava inconsciente.

– Sorte que Ness ... Renesmee não é venenosa. – Seth comentou depois de alguns

minutos de silêncio na sala. – Porque ela morde Jake o tempo todo.

– Ela morde? – Bella disse deixando as mãos caírem.

– Claro. Toda a vez que ele e a Rose não colocam o jantar rápido o suficiente na boca

dela. Rose acha muito hilário. – Seth disse a ela com um tom de humor.

– Bem, Seth. – Carslile disse, ele havia terminado a imobilização. –Eu acho que isso é

tudo que eu posso fazer. Tente não se mexer por, ãh, algumas horas, eu acho. – Carslile

deu uma gargalhada. – Eu queria que tratar humanos fosse assim, instantaneamente

gratificante. – Ele brincou com o cabelo de Seth. – Fique parado. – Ele terminou e

correu para o andar de cima.

Estava chegando a hora de alimentar Renesmee e ele estava se precavendo, não

seria bom que Renesmee começasse a protestar com fome, isso ia chamar a atenção de

Bella. Ele entrou rapidamente no quarto e começou a preparar a mamadeira de

Renesmee.

– Eu provavelmente consigo aguentar não me mexer por um tempo. – Seth comentou e

bocejou.

Para os lobos desligar era muito fácil. Fiquei observando seus pensamentos e sua

mente enquanto ele deitava a cabeça e a consciência ia desaparecendo lentamente até

que ele mergulhou profundamente no sono. Bella olhava para ele e eu podia ver uma

pequena ruga surgindo entre seus olhos, mas antes que eu pudesse perguntar o que ela

estava pensando, Bella se levantou e seguiu em direção à janela que dava para os fundos

de nossa casa, eu a segui e segurei sua mão, ela tinha que saber que eu estaria sempre

com ela.

Leah ainda estava muito angustiada do lado de fora, ficava andando de um lado

para o outro na beira do rio, ela havia ido atrás de Jacob, mas Rosalie não gostava da

presença dela perto de Renesmee. Ela esticava o pescoço às vezes tentando enxergar

dentro de casa. Jacob havia falado pra ela voltar à forma humana, mas ela não queria ...

nem eu.

“– Sanguessuga maldita. Cadê meu irmão?” – Leah cuspia em sua mente.

Carslile desceu correndo e saiu pela porta da sala com a mamadeira de

Renesmee protegida dentro de uma câmara hermética, deixando o cheiro do sangue fora

do alcançe de todos, principalmente de Bella. Assim que ele saiu pela porta da sala, a

fechou silenciosamente e desceu as escadas, dando a Rosalie o recipiente. Somente eu e

Jasper percebemos a passagem dele, Bella ainda olhava pela janela, observando Leah

andando de uma lado pelo outro e envolvida em seus pensamentos.

Se eu podía escutar com os meus ouvidos a conversa deles do lado de fora,

Bella também pôde, percebi que seus olhos se viraram quando eles começaram a

resmungar.

– É minha vez Rose, você a alimentou da última vez. – Jaboc reclamou quando Rosalie

já se preparava para dar o sangue à Renesmee.

– Shhhh. – Rosalie o alertou e assinalou para dentro de casa. – Você quer ir perguntar

a Bella quem ela quer que alimente a sua filha? – Ela o desafiou falando baixo.

– Aposto que você não fará isso. – Ele revidou em baixo tom.

– Na próxima você dá. – Rosalie disse baixinho. – Olhe, já começei e você sabe que ela

fica irritada quando tiram a mamadeira dela. – Ela então se apressou e colocou a

mamadeira na boquinha de Renesmee.

“– Trapaceira.” – Jacob pensou.

– Você quer ir buscar Renesmee? – Disse acariciando seu rosto.

“– Você está doido? Bella perto de todo aquele sangue?”, Jasper me disse em

pensamento.

Para Jasper, que tinha tantos anos de abstinência ainda era difícil ... não era

impossível, na mente dele, acreditar que Bella não ia arrancar a mamadeira de

Renesmee e ela mesma se alimentar com todo aquele sangue. Ele ficava à espreita

observando cada movimento e sentimento de Bella. Às vezes eu mesmo ficava meio

aborrecido com a atitude de Jasper, ele às vezes encarava aquilo tudo como se fosse

uma experiência de laboratório, mas eu sabia que era algo involuntário para ele, algo

natural.

– Não. É melhor esperar mais um pouco. – Ela disse e abaixou a cabeça. – Pelo que

ouvi ela está se alimentando, acho que é melhor eu ficar aqui.

Acariciei seus cabelos e toda a extensão de seu rosto e quanto cheguei em seu

queixo, trouxe seu rosto para cima de forma que pudesse olhar em seus olhos.

– Você consegue, amor. Eu acredito e confio em você. – Disse a ela.

– Mas eu não. Melhor ficarmos aqui. – Ela me disse e eu assenti.

Rosalie e Jacob continuavam a trocar farpas na varanda de casa. Depois que

perceberam que Bella os ouvia tentaram falar mais baixo ... sem sucesso.

– Sai daqui loura. – Jacob reclamava, ele havia pego Renesmee do colo dela.

– Você não está fazendo direito. – Rosalie falava. – Carslile disse que tem que colocar

ela assim. – Ela disse e indicou tentando não tocar nele.

– Eu cuidei de muita criança em La Push. De quantas crianças você já cuidou? – Ele a

desafiou debochando e viu Rosalie fechar a cara. Ele havia pego pesado.

Bella ficava calada olhando para o infinito enquanto eu ouvia e lia a mente de

Jacob e Rosalie do lado de fora, de Carslile que havia retornado e já estava em seu

escritorio e principalmente de Jasper que me dava realórios mentais periódicos sobre o

estado psíquico de Bella.

– É Charlie de novo. – Carslile disse quando ouvimos seu celular tocar lá no andar de

cima. – Ele ligou tem menos de cinco minutos. – Carslile resmungou e correu para

sala.

– Vamos ter que resolver isso logo. – Disse a ele assim que apareceu no topo da

escada.

– Vamos ver com Alice assim que eles voltarem. – Carslile decidiu e nós concordamos.

Bella ficou pensativa novamente. Não conseguir saber o que ela pensava me

intrigava.

– O que está passando nessa cabecinha? – Disse falando ao ouvido de Bella.

– Tanta coisa aconteceu enquanto eu estava fora ... – Bella me disse pensativa.

– O que você quer saber? Eu te conto tudo. – Disse a ela.

– Jacob tem ficado direto aqui? Ele não voltou para La Push? Meu Deus! Edward?

Renesmee corre risco lá fora. – Bella disse assustada.

– Calma, Bella. Está tudo bem, agora. – Disse segurando seu rosto entre as minhas

mãos. – Jacob voltou a La Push sozinho ainda no seu primeiro dia, enquanto você

dormia. – Disse e depois que percebi que Bella estava mais calma soltei seu rosto e

segurei sua mão. – Ele se acertou com Sam, eles agora conseguem se falar pela mente,

mesmo sendo de bandos diferentes. Sam até veio aqui conversar comigo, mas eu não

quiz sair de perto de você, então ele conversou com Carslile mesmo e acertaram as

coisas entre nós. Renesmee nos uniu querida ... agora temos um membro da família em

comum ... mais ou menos. – Disse virando a cara no final. – Nenhum lobo pode atacar

o objeto de imprinting do outro, é uma lei deles.

Foi naquela hora que Seth acordou e Carslile veio ver como ele estava.

– Isso mesmo, Bella. A gente pode conversar com o pessoal do Sam agora, mas eles só

podem ouvir o que a gente quizer que eles ouçam. – Seth contou. – E se alguém tocar na

Nessi ... Renesmee. – “Droga, de novo.”, ele pensou. – Jacob vai matá-lo ... ninguém se

mete com o imprinting do outro ... lei de lobos. Da última vez deu morte em La Push. –

Ele disse e arregalou o olho. “Droga, falei demais.”, ele pensou. – Não gostamos

quando ele foi sozinho falar com o Sam, mas ele insistiu. Ele disse que não queria ficar

longe da Renesmee ... – “Aceitei agora.”, ele pensou animando.” – ...mas conseguiu. O

Quil não consegue. – Seth completou rindo.

Bella ficou pensativa depois do que Seth disse, Jasper me informou que dentro

dela era um turbilhão só de emoções e eu podia imaginar tudo que ela pensava, não era

difícil de se imaginar. Charlie ligando querendo saber como ela estava ... A segurança

de nossa filha em relação aos lobos estava garantida, já que ela era o objeto de

imprinting de Jacob, o Alfa, logo nenhum lobo, mesmo sendo da matilha de Sam, não

poderia encostar nela nem em sua família, ou seja, nos vampiros que viviam em Forks,

por enquanto.

“– Tem algo errado, Edward. Bella está ... sofrendo e confusa e preocupada, tem tanta

coisa que não consigo ... Ela está tensa, como ficava antes. Se não fosse vampira talvez

estivesse chorando.”, Jasper me avisou e eu a abracei.

– Qual é o problema, Bella? – Jasper perguntou a ela depois de tentar entender por si

só sem sucesso. – Ninguém está com raiva de você.

“– Fale por você, seu sanguessuga esquisito.”, Leah rosnou do lado de fora, ela estava

bem perto da casa ouvindo nossa conversa.

– Ou mesmo surpreso, de verdade. – Jasper continuou ignorando Leah e envolvendo

todos num raio de dois quilômetros com uma núvem psíquica de tranquilidade.

Jasper era tão talentoso que até Leah teve pensamentos tranquilos naquela hora

sem nem perceber o que estava acontecendo. Seth que antes roncava como uma

britadeira acalmou, Bella relaxou e até Renesmee dormiu. Jacob e Rosalie param de

discutir quando viram Renesmee dormindo e até ficaram mais calmos.

“– Até que a loura sabe o que faz. Olha como Nessi parece tranquila.”, ele pensou.

Rosalie havia conseguido pegar Renesmee de volta e estava ninando ela.

– Bem, acho que surpresos nós estamos. Surpresos que você foi capaz de voltar ao

controle tão rapidamente. Você agiu bem. Melhor do que qualquer um pudesse esperar

de você. – Ele a elogiou.

– Eu estava pensando no Charlie. – Bella contou.

– Ah. – “Errei”, Jasper pensou.

– A gente realmente tem que ir embora, não é? – Bella perguntou diretamente para

Jasper, ignorando completamente a minha presença. Ela com certesa queria uma

resposta direta e precisa ... ela me conhecia muito bem. – Por um tempo, pelo menos.

Fingir que estávamos em Atlanta ou algo assim.

– Sim. É a única maneira de proteger seu pai. – Jasper respondeu diretamente também.

Bella ficou pensativa depois de ouvir Jasper.

– Eu vou sentir tanta falta dele. Eu vou sentir falta de todos daqui. – Ela disse então.

Bella voltou a ficar pensativa me deixando angustiado. Eu olhava para ela e era

como se ela estivesse em outro lugar, imersa em seus pensamentos até que bufou. Eu

olhei para ela querendo saber o que era mas ela apenas balançou a cabeça e a abaixou.

Ela não me respondeu e continuou com seus pensamentos me enlouquecendo. Jasper me

dizia que ela estava confusa, depois com raiva, passava pela compreensão e voltava a

raiva.

– Está na hora da medição de Renesmee. – Carslile disse em seu escritório e pegou a

fita métrica e um equipamento para medir a altura de Renesmee.

– Vamos. – Jacob disse.

– O vovô vai medir você de novo. – Rosalie disse a Renesmee acariciando seus

cabelos. Foi a primeira vez que vi Carslile sendo chamado de vovô. Ri em pensamento.

Jasper e Carslile também acharam graça.

Bella nem pareceu perceber, só retornou à realidade quando Rosalie e Jasper

começara a se movimentar na varanda e a discutir quem levaria Nessie para dentro.

Carslile logo apareceu no topo da escada com o equipamento para medir Renesmee.

Todos se prepararam para as novidades, era a primeira vez de Bella então ficou meio

confusa observando a movimentação de Jasper que se colocou ao seu lado, até mesmo

de Leah que se esticou para olhar dentro da casa, ela não tinha problemas com

Renesmee, até gostava dela graças à influência de Jacob.

– Devem ser seis horas. – Expliquei a ela.

– E daí? – Bella me perguntou confusa enquanto tinha os olhos fixos em Jacob e

Rosalie parada na porta, ela trazia Renesmee nos braços.

– Ela está estável, Edward?”, Rosalie me perguntou e eu assenti.

– Hora de medir Ness ... hã, Renesmee. – Carslile disse quando viu a cara de confusão

de Bella. “Droga, quase escorreguei ... mas isso pega.”, ele pensou.

– Ah. Você faz isso todos os dias? – Bella questionou.

– Quatro vezes ao dia. – Carslile informou e chamou Rosalie para se sentar no sofá.

“– De novo?”, Renesmee pensou e suspirou, ela não gostava daquela hora. A coisa

chata que o vovô colocava na cabeçinha dela.

– Quatro vezes? Todo dia? Por que? – Bella questionou sem tirar os olhos de nossa

filha..

– Ela ainda está crescendo rapidamente. – Murmurei para ela tenso e apreensivo.

Nossa filha ainda crescia em um ritmo acelerado tal como na barriga de Bella

então não sabíamos quanto tempo exatamente ela viveria ... pensar nisso me fez sentir

medo, uma sensação que eu só havia sentido quando pensava em perder Bella, mas era

diferente, numa intensidade diferente. Me abracei mais à Bella naquele momento e

apertei sua mão. Não era o amor da minha vida que estava em risco ... era minha filha,

uma parte de mim que se desenvolveu e criou vida no ventre de Bella, parte de um

vampiro que realmente acreditava não ter alma, mas que mudou de opinião quando

segurou sua filha, não sua criação, pela primeira vez. Como eu não poderia ter uma

alma se fui capaz de gerar uma vida ...

Pelo menos eu tinha Bella alí comigo, enfrentaríamos tudo juntos.

Carslile começou as medições enquanto observávamos atentamente. Ele

começou medindo o comprimento de Renesmee e foi nessa hora, em que ela se esticou

que viu Bella a observando.

“– Mamãe!” , Renesmee pensou feliz.

Bella estava calada pensativa, em alguns momentos eu via sua cabeça mover

mínimamente como se ela negasse algo para si mesmo. Jasper me informava que Bella

estava com medo mas deslumbrada ao olhar Renesmee, mas não havia risco alí, talvez

ela tivesse entendido. Renesmee colaborava com as medições, não reclamava mas fazia

uma carinha de tédio.

“– Vai estar tudo bem ... vai estar.” , Jacob pensava.

Ele se mantinha de pé na frente de Carslile observando tudo. Ele era parte

interessada naquilo e se matinha tenso, mas aquela postura me irritava profundamente,

ele nem devia estar alí, sabia que não aprovávamos mas não se tocava, mantinha a

postura firme de não ficar longe de Renesmee. Naquela hora senti o corpo de Bella

tremer levemente nos meu braços.

– O que vamos fazer? – Bella sussurrou nervosa para mim. Ela havia entendido.

– Eu não sei. – Disse preocupado para ela.

– Está desacelerando. – Jacob resmungou entre os dentes.

– Vamos precisar de mais dias de medição para confirmar a tendência, Jacob. Eu não

posso prometer nada. – Carslile disse a ele.

– Ontem ela cresceu cinco centímetros. Hoje foi menos. – Jacob retrucou.

– Sete milímetros, se minhas medidas estiverem perfeitas. – Carslile falou baixo.

– Que sejam perfeitas, doutor. – Jacob disse grosseiramente.

“– Idiota.”, Rosalie pensou e fez uma cara feia para ele. Ela se controlava muito quando

estava na presença de Renesmee mas não seus pensamentos.

– Você sabe que vou fazer o melhor que puder. – Carslile garantiu.

– Imagino que é tudo o que posso pedir. – Jacob disse.

“– Mamãe.”, Renesmee pensava e esticava as mãosinhas para Rosalie que prontamente

se abaixou para ver o que ela queria. Rosalie suspirou assim que Renesmee mostrou o

rosto novo de Bella, claro que ela tinha a certesa do que Renesmee ia querer, ela pedia a

todo momento.

– O que ela quer? – Jacob perguntou.

– Bella, é claro. – Rosalie disse o óbvio e olhou para Bella. – Como você está?

– Preocupada. – Bella respondeu sinceramente e eu a abracei mais forte.

– Todos nós estamos. Mas não é isso que eu quis dizer. – Rosalie disse.

– Eu estou sob controle. – Bella garantiu.

Nos levantamos para que Bella pudesse segurar melhor Renesmee. Rosalie

apesar de bem tensa, confiou em Bella, no meu julgamento, já que eu assenti também e

no de Jasper que também assentiu. Ela se levantou e ofereceu Renesmee à Bella.

Renesmee ficou muito animada e sorriu esticando as mãosinhas na direção de Bella que

prontamente a pegou e a aninhou em seus braços.

Renesmee tinha muitas perguntas a fazer mas a primeira foi sobre Jacob. Ela

mostrou a Bella o que ela tinha visto, mostrou a mãe avançando sobre Jacob. Aquilo foi

engraçado, mas no momento em que ela mostrou Bella se chocando em Seth, foi tão

nítido que pudemos ouvir o barulho dos ossos de Seth se quebrando. Bella também

encolheu com o barulho, mas o que veio a seguir é o que importava para Renesmee, ela

mostrou a Bella o foco de sua imagem, ela não tirou os olhos de Jacob mesmo com toda

aquela confusão em volta, ela mostrou a Bella que ficou feliz em ver Jacob à salvo,

mostrou a mãe o seu objeto de desejo. Não gostei nada de ver aquilo e pelo jeito Bella

também não.

– Oh, maravilha. – Bella gemeu. – Perfeito.

– É só porque o gosto dele é melhor que o do resto de nós. – Garanti a ela secamente.

– Eu disse que ela gosta de mim também. – Jacob zombou mas ele estava tenso com

Nessie no braços de Bella.

Renesmee pareceu não notar a nossa irritação nem a tensão de Jacob, estava

intretida no relatório que estava dando à Bella. Ela mostrou que gostava quando Rosalie

penteava gentilmente seus cabelos, e a coisa chata quando Carslile a media.

– Parece que ela vai te dar todos os detalhes de tudo que você perdeu. – Disse no ouvido

de Bella.

Naquela hora pude ver a próxima imagem que Renesmee estava prestes a

mostrar para Bella, ela começou a mostrar a sua mamadeira de metal, onde ela bebia o

sangue humano. Tive que agir rápido pois Jasper sentiu a sede surgindo em Bella.

Rapidamente, mas gentilmente tirei Renesmee dos braços de Bella dando um passo

atrás e Jasper segurou seus braços nas costas. Foi tão rápido que todos ficaram confusos

com a nossa reação, inclusive Bella que assustada tentava se disvencilhar de Jasper.

“– O que está acontecendo?”, Jacob gritou em sua mente.

– O que eu fiz? – Bella perguntou confusa.

“– É incrível, mas ela está controlada. O que Nessie mostrou a Bella, Edward?”,

Jasper disse e me perguntou mentalmente.

– Ela estava lembrando de estar com sede. – Resmunguei para Jasper. – Ela estava

lembrando o gosto do sangue humano. – Disse depois também para Bella.

“– O que? Ela lembrou e sentiu o cheiro e provou o sabor na mente e não reagiu?

Como isso é possível ... não é normal nem natural. ”, Jasper se assustou e segurou Bella

mais apertado. Ele se sentiu fraco naquela hora por que até aquele dia ele ainda tinha

dificuldades, mesmo depois de tanto tempo.

– Sim. – Bella assentiu. – E ...?

“– Como assim “E ...?”, eu e Jasper pensamos ao mesmo tempo. Eu havia exagerado

mais uma vez, Bella estava muito bem controlada. Jasper também entendeu menos

ainda.

– E nada, ao que parece. A reação exagerada foi minha dessa vez. Jazz, solte-a. – Disse

ao meu irmão que rapidamente soltou Bella..

Eu realmente havia exagerado naquela hora, Bella era perfeitamente capaz de

ficar com nossa filha e mesmo ouvindo os protestos de Jacob entreguei Renesmee à

Bella.

– Eu não entendo. – Jasper disse. – Eu não aguento isso.

Ele saiu pela porta dos fundos irritado com si mesmo por não conseguir aceitar

aquilo, que Bella podia ser tão resistente. Ele passou por Leah que lhe deu passagem e

saltou para a outra margem do rio, ele foi atrás de Alice, seu porto seguro, era sempre

para ela que ele corria nessas horas, como eu fazia com Bella, Emmett com Rosalie e

Carslile com Esme. Renesmee não deixou de notar tudo que aconteceu, ela mostrou a

Bella a cena que havia visto ao tocar no pescoço de Bella.

“– Tio Jazz ... Onde vai Tio Jazz?”, Renesmee questionou em sua mente também.

– Ele vai voltar. – Respondi à pergunta de Renesmee e talvez a de todos alí. – Ele só

precisa de um momento sozinho para reajustar sua perspectiva de vida. – Disse com

humor.

– Ele está bravo comigo? – Bella me perguntou e eu não entendi onde ela queria

chegar. Arregalei meus olhos para o absurdo.

– Não. Porque ele estaria? – Perguntei.

– Qual é o problema com ele, então? – Bella questionou novamente.

– Ele está bravo com ele mesmo, não com você, Bella. Ele está se preocupando sobre...

profecias auto-realizáveis, eu acho que pode-se dizer assim.

“– Profecias?”, Carslile pensou.

Bella parecia que ia perguntar algo, mas Carslile se adiantou.

– Como assim? – Carslile me perguntou em voz alta.

– Ele está pensando se a loucura de um recém-nascido é realmente tão difícil como

sempre pensamos, ou se, com a certa concentração e atitude, qualquer um pode ser tão

bom quanto Bella. – Disse para ele e ela. – Mesmo agora ... talvez ele só tenha tanta

dificuldade porque ele acredita que é natural e inevitável. Talvez se ele esperasse mais

de si mesmo, ele aumentasse essas expectativas. – Disse depois diretamente para Bella.

– Você está fazendo ele questionar muitos pressupostos arraigados, Bella.

– Mas isso é injusto. – Carslile disse. – Todo mundo é diferente; todos têm seus

próprios desafios. Talvez a reação de Bella esteja além do natural. Talvez esse seja o

talento dela.

Bella ficou surpresa com a declaração de Carslile e congelou naquele momento.

Renesmee observava tudo, e como era muito inteligente e curiosa, mostrou a Bella a

cena anterior, perguntando o por que.

– Essa é uma teoria interessante, e bastante plausível – Disse e me aproximei de Carslile

que estava sentado numa poltrona. – Você já viu o equivalente ao alto controle como

talento? – Perguntei à Carslile e me sentei ao seu lado, queria dar espaço e um pouco

de privacidade à Bella e Renesmee. – Você realmente acha que isso é um talento, ou

produto de toda a preparação dela? – Questionei mas ele simplesmente deu de ombros.

Como eu queria, Bella levou Renesmee para mais próximo à parede de vidro que

dava para o jardim e ficou embalando nossa filha enquanto conversávamos. Renesmee

mostrava tudo que Bella não sabia em relação a sua curta vida.

– É um pouco similar ao que Siobhan sempre foi capaz de fazer, apesar que ela não

chamaria isso de um talento. – Ele comcluiu.

– Siobhan, sua amiga do clã Irlandês? – Rosalie perguntou e se juntou a nós. – Eu não

sabia que ela possuía alguma coisa especial. Pensei que fosse Maggie a talentosa

naquele grupo.

“– Estou sobrando. Já que Bella está bem controlada, vou tirar um cochilo.”, Jacob

pensou e se sentou ao lado de Seth que havia voltado à dormir.

– Sim, Siobhan pensa o mesmo. Mas ela tem essa forma de decidir suas metas e então

quase... desejá-los reais. – Carslile nos contou. Ela considera isso como bom

planejamento, mas eu sempre me perguntei se tinha algo mais. Quando ela incluiu

Maggie, por exemplo. Liam estava muito territorial, mas Siobhan queria que desse

certo, e então deu. – Carslile concluiu.

Ele realmente acreditava nisso e tentou várias vezes no passado convencer

Siobhan sem sucesso, ela simplesmente não se convencia disso, mesmo quando ele a

induzia a algo e esse algo se realizava da forma que ela queria. Ele se divertia com isso.

Jacob havia adormecido profundamente como Seth. O som das britadeiras

irritava Rosalie que tentava de tudo se concentrar na nossa conversa, por duas vezes ela

cogitou jogar um balde de água fria neles ou até mesmo uma tijela como ele havia feito

anteriormente com ela, mas voltava atrás por causa de Bella e Renesmee. Os

sentimentos de minha irmã para com Bella realmente mudaram depois de tudo aquilo,

depois de Bella ter se mantido firme desde o início em relação à gravidez.

Carslile continuava a contar coisas que Siobhan fazia, como na vez em que

graças a ela, a sua vontade, uma luta contra um clã inglês foi evitada. Ela simplesmente

desejou e aconteceu. Carslile era muito amigo do clã de Siobhan e até cogitou que a

nossa próxima parada pudesse ser na Irlanda. Gostei da sugestão, Bella não conhecia

outros países e seria um lugar bem longe de Forks e de Jacob, poderíamos estudar

melhor o futuro de Renesmee e Bella teria tempo para se adaptar a nossa vida, a sua

nova vida. Rosalie também gostou da sugestão, apesar de Emmet querer um tempo em

um lugar com grandes animais para se divertir um pouco, rimos com aquilo.

Enquanto conversávamos eu esperava ansioso pelo retorno de Alice, Esme, e

Emmet que haviam dito que iam caçar, mas na verdade eles iam terminar o nosso

presente de casamento, e foi atrás deles que Jasper foi.

Parte de minha mente estava ciente de tudo que Bella e Renesmme

“conversavam”. Eu evitava de me virar para olhá-las, via o rosto de Bella e as imagens

pela mente de minha filha. Renesmee mostrou as borboletas que voavam pelas flores de

Esme ... Rosalie a mostrava. Mostrava também as brincadeiras de Alice e Jasper com

ela, as gargalhadas de Emmett e quando Rosalie reclamava com ele por rir muito algo

perto dela. As vezes em que Jacob a segurava no colo perto de uma árvore e brincava

com pardais, que fugiam quando Rosalie chegava perto. Renesmee mostrou a Bella a

coisa branca e nojenta que Carslile tentava fazê-la beber, a mistura para bebês. Gostei

quando Renesmee tocou para Bella duas vezes em sua mente uma canção que eu havia

cantado para ela anteriormente até que suas imagens foram ficando mais nebulosas, ela

estava adormecendo pela primeira vez no colo de Bella.

Me virei e vi o rosto de Bella mudar, ela ficou tão preocupada que nem reparou

que eu a observava, só relaxou quando viu Renesmee bocejar e fechar definitivamente

os olhinhos, suas mãos caíram do pescoço de Bella e ela adormeceu. Eu havia dito a ela

que Renesmee dormia então talvez isso a tenha deixado mais tranquila. Bella observava

aquilo tudo com um olhar de adoração que me encantou. Era a visão mais perfeita do

mundo para mim. Com cuidado, Bella segurou a mãozinha de nossa filha e tocou em

sua pele novamente. Vi suas pupilas dilatares e um lindo sorriso surgir em seu rosto

enquanto ela via o meu rosto surgindo junto com o dela, as brincadeiras com os tios e

tias, nem quando Renesmee mostrava Jacob o sorriso de Bella desapareceu, só diminuiu

um pouco mas logo retornava quando seu rosto aparecia novamente. Rosalie e Carslile

também pararam de conversar para observar aquela cena, mas somente eu podia ver o

que Renesmee mostrava a Bella.

“– Espero que ela goste. Bella é sempre imprevisível.”, Alice pensava enquanto corria

para casa.

“– Com certesa ela vai surtar quando ver o tamanho do closet.”, Emmett se divertia em

sua mente. “– Só quero ver quanto tempo aquele chalé vai ficar de pé.”

– Finalmente. – Disse quando ouvi as vozes mentais se aproximando na outra margem

do rio, e me virei para a janela que dava para a margem do rio e era onde eles iam

entrar.

Carslile e Rosalie sorriram quando me ouviram, eles sabiam de tudo e estava

empolgados com a novidade ... ansiosos para ver a reação que Bella teria quando

receber o presente que todos eles ajudaram a preparar enquanto estávamos na Ilha de

Esme. Foi uma surpresa para mim também, mas não tão grande como a que Bella terá

por que eu descobri lendo a mente de todos. Eu praticamente conhecia bem o chalé

apesar de nunca ter estado lá. Depois que descobriu que eu já sabia, Alice me mostrou

todos os cômodos, principalmente o enorme closet que ela havia preparado.

Leah ainda estava lá fora esperando por Jacob e Seth que roncavam alto no

nosso sofá e assim que viu a movimentação do outro lado da margem se afastou para

dar passagem aos que iam chegar.

Bella também percebeu que algo estava acontecendo e se virou para olhar para a

mesma janela que eu olhava. Ela também podia ver quando eles saltaram rapidamente e

logo aterrizaram na margem do rio de dava para nossa casa. Emmett como sempre

provocador fez questão de jogar água para todo lado.

“– Vai lavar um pouco o cheiro de cachorro.”, ele pensou e riu em sua mente.

Alice foi a primeira a entrar com um grande sorriso no rosto, muito empolgada

com aquilo tudo. Ela estava definitivamente se divertindo.

“– Ela vai amar!”, Alice pensava e sorria maliciosamente.

Esme, Emmett e Jasper entraram em seguida. Bella olhava para cada um sem

entender nada, todos sorriam para ela felizes por poderem entregar finalmente o

presente de casamento da família, algo que eles sabiam que precisaríamos, torciam para

que Bella gostasse, ainda mais depois do seu primeiro ato quando vampira, se jogar em

meus braços daquela forma e depois ficar tão acanhada.

Desde que Bella era humana, ficava tímida quando estava em minha casa com

todos presentes, ela sabia muito bem a forte audição que tínhamos e isso a

envergonhava. Ter uma casa só nossa por um tempo era perfeito, nós poderíamos ser

nós mesmos ... poderíamos nos amar como na Ilha de Esme novamente. Eles tinham

acertado no presente ideal, só o que me deixava preocupado era se Bella ia aceitar já

que ela sempre reclamava quando nós gastávamos dinheiro com ela, só que agora era

diferente, ela era minha mulher e como tal o dinheiro era dela também.

Alice ... sempre Alice não conseguiu se segurar e saltou para a frente de Bella

com a mão estida, nela continha uma chave grande e antiga com um perfeito laço de fita

rosa... era a chave da porta da frente de nosso chalé.

– Feliz aniversário! – Alice disse empolgada.

Como era de se esperar Bella arrumou o jeito de se disvencilhar da situação,

pensou e depois ela revirou os olhos.

– Ninguém começa contando no mesmo dia do nascimento. – Bella lembrou à Alice. –

Seu primeiro aniversário é quando um ano passa, Alice. – Bella disse sorrindo.

“– Ai ... Lá vem ela”, Alice pensou e sorriu, ela já tinha previsto aquilo e já tinha uma

resposta pronta.

– Não estamos comemorando seu aniversário de vampira. Ainda é treze de Setembro,

Bella. Feliz aniversário de dezenove anos! – Alice disse animada.

“– Divido que ela vá aceitar. Dezenove anos? Dois a mais que eu? Divido”, pensei e

sorri

– Não. De jeito nenhum! – Bella disse fervorozamente e me olhou. – Não, isso não

conta. Eu parei de envelhecer há três dias atrás. Eu vou ter dezoito anos para sempre.

Bella sempre teve pavor em envelhecer, ainda mais ser mais velha que eu para

toda a eternidade. Era engraçado pensar naquilo, eu tinha quase um século de idade e

ela ainda se preocupava com aquilo.

– Não importa. – Alice disse. Ela sabia que Bella ia desistir como todos nós fazíamos.

Sempre que ela cismava com alguma coisa era impossível discutir. – Nós vamos

celebrar mesmo assim, então aguente.

Como era previsto, Bella suspirou e desistiu. Alice adorou e sorriu mais ainda.

– Você está pronta para abrir seu presente? – Alice disse empolgada.

– Presentes. – Disse e tirei do meu bolso a chave do carro novo de Bella. Ele não tinha

um laço perfeito como o de Alice, mas era azul e bem feito.

Antes de nos casarmos eu havia dito a Bella que depois de sua transformação,

por que naquela época já tínhamos feito o trato, ela ganharia outro carro, diferente do

que ela já dirigia, não era um carro super resistente por que eu não teria mais que me

preocupar com a segurança física dela, mas era um carro veloz e lindo, perfeito para ela.

Eu guardei a chave no meu bolso por três dias, desde quando Rosalie me fez tomar um

banho para ficar com Renesmee, eu havia escondido a chave no meu quarto para poder

dar à Bella quando fosse a hora certa.

Bella ficou olhando para a minha mão meio chocada, ela sabia que ganharia o

carro mas não mostrou empolgação nenhuma, como era de se esperar. A transformação

não mudou a sua forma de enxergar esse tipo de coisa, mas ela ia ter que se acostumar,

ela fazia parte de uma família que prezava e gosava dos prazeres que o dinheiro podia

nos proporcionar, fazia parte do disfarçe e Alice nos ajudava com isso sempre.

– O meu primeiro. – Alice disse me mostrou a língua como uma criança.

– O meu está mais perto. – Contestei.

– Mas olha como ela está vestida. – Alice disse olhando para a minha camisa que Bella

ainda vestia. Ela estava linda, mas Alice tinha razão. – Isso tem me matado o dia todo.

Essa claramente é a prioridade. – Ela completou. – Já sei, vamos tirar a sorte. – Alice

sugeriu. – Pedra, papel ou tesoura? – Ela disse rindo.

Eu e Jasper suspiramos, Alice sempre trapaceava nessa brincadeira. Até parece

que ela não sabia quem ia ganhar ... se aceitássemos a brincadeira, e quando descobria

virava o jogo para ela.

– Por que você só não me conta quem ganha? – disse ironicamente para ela.

– Eu ganho. Excelente. – Ela disse.

– Provavelmente é melhor que eu espere pela manhã, de qualquer jeito. – Sorri para

Bella e indiquei Jacob e Seth qua ainda dormiam. – Acho que talvez seja mais divertido

se o Jacob estiver acordado para a grande revelação, você não concorda? Assim alguém

será capaz de expressar o nível certo de entusiasmo.

Bella sorriu lindamente para mim e eu me aproximei dela, passando minha mão

por sua cintura me colando à ela.

– Oba! – Alice disse feliz. – Bella, dá a Ness ... Renesmee para a Rosalie.

Alice como todos os outros adotaram o apelido criado por Jacob, mas sabiam

que Bella não ia gostar. Era difícil depois de três dias só chamando minha filha pelo

apelido, falar o nome dela corretamente. Rosalie prontamente se aproximou e estendeu

os braços para Bella.

– Onde ela geralmente dorme? – Bella perguntou e Alice apenas deu de ombros.

– Nos braços da Rosalie. Ou do Jacob. Ou da Esme. Você entendeu. Ela nunca deixou o

colo de ninguém nem por um minuto de sua vida. Ela vai será a meia-vampira mais

mimada da existência. – Alice disse rindo baixo.

Bella entregou Renesmee para Rosalie que sorriu ao olhar para minha filha em

seus braços, ela definitivamente tinha deixado o instinto maternal dela aflorar com

Renesmee. Ri das imagens mentais que Rosalie fazia.

– Ela também é a mais não-mimada meia-vampira da existência. – Rosalie disse

olhando para Renesmee. – A beleza de ser a única do seu tipo. – Completou e sorriu

para Bella.

Elas haviam criado um vínculo de amizade e companheirismo que duraria toda a

eterninade, tanto eu quando Emmett estavamos convencidos e tranquilos enquando à

isso.

Esme estava abraçada á Carslile no canto da sala, eu podia sentir a emoção dela

e Jasper também, ela se segurava mas Carslile sabia o que ela sentia naquele momento e

afagava seu braço. Ela sentiu saudades de seu bebê naquela hora, eu pude ver em sua

mente a imagem dela segurando seu pequeno em seus braços, aquilo tudo estava

mexendo muito com minha mãe, eu me virei para ela e sorri. Ela sabia que eu havia

visto e sorriu de volta.

“– Obrigado querido. Temos um bebê em casa novamente graças a vocês.”, ela me

disse em pensamento e sorriu para mim.

Apesar da saudade que ela sentia, o fato de Renesmee estar em nossas vidas deu

a oportunidade a ela de deixar seu instinto maternal aflorar novamente por um bebê e

não só pelos seus filhos postiços e adultos.

Alice não aguentava mais esperar, assim que Bella entregou Renesmee à

Rosalie, ela colocou a chave no chalé na mão de Bella e segurou em seu cotovelo

empurrando Bella para a porta dos fundos, ela queria logo mostrar o chalé que eles

haviam reformado.

– Vamos lá, vamos lá. – Alice pulava de excitação.

– Está lá fora? – Bella perguntou.

– Algo assim. – Alice disse empurrando Bella.

– Aproveite seu presente. – Rosalie disse. – É de todos nós. Especialmente da Esme.

– Vocês não vêm também? – Bella perguntou quando olhou para trás.

– Nós vamos te dar uma chance de apreciá-lo sozinha. – Rosalie falou com um tom

divertido. – Você pode nos contar sobre ele... mais tarde.

“– Eu não quero saber.”, Emmett pensou e gargalhou alto e Bella sorriu de volta.

– Emmett, vai acordar Renesmee. – Rosalie reclamou com ele mas ainda rindo.

Saltamos pela janela deixando todos rindo dentro de casa e fomos em direção à

margem do rio. Bella não tirava o sorriso do rosto, ela estava se divertindo e eu estava

muito feliz por ver que as coisas caminhavam bem, as coisas estavam se resolvendo.

– Aí está o entusiasmo que eu quero. – Alice disse e soltou Bella para saltar para a

outra margem do rio. – Vem, Bella. – Ela nos chamou.

Eu e Bella demos dois passos para trás e saltamos juntos para a outra margem do

rio, no ar eu pude ver o lindo sorriso de Bella. Aterrizamos na outra margem e corremos

atrás do rastro de Alice até que ela parou e saltou na frente de Bella.

– Não me ataque. – Alice alertou Bella e pulou em suas costas.

– O que você está fazendo? – Bella perguntou confusa quando Alice tapou seus olhos.

– Tentando certeza que você não pode ver.

– Eu podia ter cuidado disso sem drama. – Disse a ela.

– Você poderia deixá-la trapacear. Pegue a mão dela e a leve para frente.

– Alice, eu... – Bella ia protestar mas Alice não deixou.

– Não me incomode, Bella. Vamos fazer isso do meu jeito. – Alice disse e me fez um

sinal com a cabeça para que eu continuasse caminhando.

Peguei na mão de Bella e fui caminhando em direção ao nosso chalé,

relembrando e pensando naqueles últimos três dias onde o amor, ódio, raiva,

compreenção, companheirismo e principalmente tolerência estiveram presentes.