domingo, 2 de janeiro de 2011

Amanhecer de Edward Cullen- Capitulo 6

Despertar
Decepção.

Pensei que assim que Bella despertasse eu fosse capaz de ler sua mente.

Não foi o que aconteceu.

Carslile, Esme e meus irmãos estavam no quarto esperando ansiosamentes pelo

despertar de Bella. Todos ficaram impressionados com a quietude desta transformação.

Alice não conseguiu ver de ante-mão como seria o processo de transformação de

Bella por causa da interferência de Renesmée, e isso a perturbou durante todo o

processo da gravidez de Bella. Não imaginávamos, na época o motivo. Somente

naquelas últimas horas ela relaxou quando passou a enxergar melhor Bella em suas

visões. Para Alice, aquela foi a primeira vez que ela presenciou, pessoalmente uma

transformação, e ficou muito feliz em não ver sua amiga sofrendo.

Foi a primeira vez de Emmet, ele foi o último de nós a ser transformado, logo

não fazia idéia de como era ver tudo de fora. Ele estava intrigado ... Não entendia como

Bella conseguiu ficar os mais de dois dias imóvel, enquanto ele se contorceu e urrou o

tempo todo. Ele se sentiu meio fraco naquele momento.

Jasper já havia presenciado inúmeras transformações enquanto esteve com Maria

no Texas, durante a formação do exército de recém nascidos que ela queria reunir para

dominar um grande pedaço do território texano e suas redondezas. Era a primeira vez

que ele via um recém criado tão complascente e uma transformação tão “tranquila”. Ele

esperava que Bella acordasse agitada e perturbada, como isso não ocorreu ele fazia de

tudo para captar os sentimentos de Bella e entender o que se passava.

Esme estava simplesmente estasiada de tanta felicidade e muito agradecida pela

dose alta de morfina que eu apliquei em Bella. Durante toda a gravidez de Bella, minha

mãe ficou ao seu lado na decisão de apoiar Bella, mas no fundo de sua mente ela se

preocupava com o que aconteceria ... se Bella sobreviveria e caso isso fosse possível,

como ela reagiria. Bella ficou então imóvel ... sem sentir a dor que sentimos.

Carslile estava orgulhoso de mim e muito feliz por Bella parecer estar muito

bem. Desde o início, desde o momento em que ele se deu conta de que eu amava Bella

mais do que a mim mesmo, e que por ela eu faria tudo, ele só previa esse como o único

fim para que eu e Bella pudéssemos ficar juntos ... só que na verdade era o começo.

“– Finalmente.” – Carslile pensou aliviado. Ele estava preocupado mas tentava manter

os pensamentos tranquilos perto de mim.

“– Ela está muito confusa ... Estranho.” – Jasper ia sentindo o clima em volta de Bella.

“– Bem na hora. Ela está linda.” – Alice pensou.

“– Graças ... Edward! Ela ficou perfeita. Fico muito feliz por vocês mei filho.” – Esme

pensava.

“– Só quero ver como ela vai reagir.” – Emmet pensava em relação à situação de

Renesmée e Jacob.

Eu estava ao lado, segurando a mão, agora na mesma temperatura e textura que a

minha, quando Bella abriu seus olhos e ficou por alguns segundos observando o

infinito. Ela não notou inicialmente que eu estava ao seu lado, ficou simplesmente

parada ... Seu coração na batia mais mas seus olhos se moviam de um lado para o outro

observando.

Bella inspirou pela primeira vez em seu rosto e em seus olhos eu pude sentir a

dúvida.

Eu lembrava exatamente do momento em que eu acordei para a minha nova

vida. Foi uma sensação muito estranha, tudo parecia novo, todos os mínimos detalhes

obscurecidos pelos olhos humanos ficaram visíveis para mim à partir daquele momento.

Bella também deveria estar sentindo toda aquela confusão, apesar de ter sido bem

preparada para essa nova vida a partir do momento em que ela aceitou se unir a mim

para toda a eternidade.

Apenas uma coisa não estava nos nossos planos ... a nossa pequena Renesmée. A

bebê mais linda e perfeita do universo que estava, naquele momento, nos braços de

Rosalie e ao cuidados incansáveis de Jacob no andar de baixo da casa.

“Bella ... Amor!”, pensei feliz por ela estar realmente bem e precionei de leve sua mão.

A reação de Bella foi inesperada. Seu corpo se contraiu e ela rosnou assustada

enquanto saltava graciosamente para o canto do quarto. Emmet e Jasper se

posicionaram de forma mais protetora na frente de Alice e Esme.

“– Linda ...”, pensei.

Ao mesmo tempo em que eu me assustei com sua reação, fiquei maravilhado

com a sua graciosidade do movimento. Me levantei rapidamente e estendi minha mão

para ela. Bella olhava para todos, nervosa e assustada.

“– Vá com calma. Ela não está controlada e é a mais forte de todos nós.” – Carslile me

advertiu.

“– Rá! Nervosinha ... Bom. Ganhei ...” – Emmet pensava animado em relação a aposta

que ele e Jasper haviam feito.

“– Ela vai ficar bem, Edward. Espere que ela vai entender.” – Alice sorria enquanto

observava Bella ia me mostrano ao minutos à frente.

Bella observava todos até que parou seu olhar em mim. Seus olhos eram de um

escarlate vivo por conta de todo o sangue que ainda estava dentro dela. Não me assustei,

eu já havia visto os olhos vermelhos de Bella diversas vezes nas visões de Alice, mas

mesmo assim, estar lá ... ao vivo foi realmente estranho.

Suas feições foram se modificando, antes ela parecia assustada, mas ao me olhar

pareceu relaxar apesar de eu perceber que seus instintos ainda estava alertas. Suas

narinas ainda estavam infladas enquanto ela farejava o aroma de todos naquele quarto.

Bella passou a ter seus sentidos aguçados, como os meus e de minha família. Ela

sentiria meu cheiro e esse a acalmaria, como o dela fazia comigo. Aliás, seu cheiro não

mudou, pelo contrário, se intensificou depois da transformação.

Ela então ficou ereta.

Muitas vezes Bella me disse que eu a deslumbrava e aparentemente isso não

mudou depois de sua transformação, seus olhos apesar de vermelhos como sangue eram

doces e apaixonados, foram eles que me convidaram a me aproximar. Eu também estava

deslumbrado com a total beleza de seus traços, agora mais marcantes, e com o derretido

de seus olhos.

Estendi a minha mão e fui caminhando lentamente até ela enquanto ouvia os

alertas nas mentes de Carslile, Esme e de meus irmãos.

“– Calma, Edward!” – Carslile me precavia.

“– Devagar ... devagar, vamos ver como ela reage.” – Jasper me alertava mentalmente.

“– Ela vai atacar ele a qualquer momento.” – Emmet torcia em sua mente. Ele estava

doido para ver uma reação mais quente de Bella. Ele se divertiria com isso.

“– Edward! Cuidado meu filho.” – Esme pensava preocupada.

“– Pode ir tranquilo, mas com cuidado. Ela vai reagir bem.” – Alice era a única

totalmente tranquila alí.

Eu calculava meus movimentos com muito cuidado, não tinha certesa de como

ela reagiria. Bella me observava parecendo um pouco confusa mas um tanto

deslumbrada apesar de sua face não ter mudado nenhum pouco, eu a conhecia bem ...

mesmo não podendo ler sua mente.

– Bella? – Chamei e vi um leve movimento em suas sombrancelhas. – Bella, amor? Me

desculpe, eu sei que é desorientador. Mas você está bem. Está tudo bem. – Disse

calmamente para ela.

Me aproximei mais enquanto Bella parecia estar pensando e acariciei

delicadamente seu rosto com a ponta de meus dedos. Naquela hora eu não precisava

controlar minha força ou meus movimentos, mas por força do hábito, eu me comportava

da mesma forma como se ela ainda fosse humana. Meu toque lhe diria algo ... nossos

corpos eram iguais ... nossa temperatura e textura.

A sensação de tocar seu rosto fez como se faíscas elétricas percorrecem todo

meu corpo, saíssem dele e voassem para o dela. Era a mesma sensação de eletricidade

que sentíamos antes, diversas vezes ... como na aula de biologia na escola.

“– Wow!” – Jasper sentiu naquela hora o que eu e Bella sentimos. – “Que isso?” – Foi

a primeira vez que Jasper presenciava aquele sentimento entre eu e Bella.

“– Ela sentiu a mesma coisa.”, pensei maravilhado e arqueei minhas sombrancelha

como uma demonstração de que eu havia percebido.

Bella se comportou naquele momento como se ainda fosse humana. Se jogou em

meus braços me dando um aperto tão forte que quase me tirou o fôlego enquanto se

aconchegava em meu peito. Ela não tinha a mínima noção da força que tinha. Me

disvencilhei de seu abraço e Bella ficou me olhando confusa, eu nunca tinha negado

uma carícia tão simples como essa, ainda mais depois de casados.

– Hã ... Cuidado, Bella. Ai. – Disse explicando a minha reação.

“– É agora.”, Emmet pensou se divertindo.

A reação de Bella foi engraçada, todos acharam graça mas seguraram os risos.

Ela havia colocado os braços para trás assim que percebeu que havia me machucado, e

seu rosto mostrou claramente seu espanto. Bella estava com a boca aberta numa linda

careta. Foi muito engraçado.

– Epa! – Bella disse. Sua voz estava diferente, mas suave e marcante.

“– Seu humor não mudou.”, Esme pensou. – “Isso é um bom sinal”.

Como se eu não pudesse evitar, sorri para ela também feliz em ouvir sua voz.

– Não entre em pânico, amor. – Disse acariciando novamente seu rosto, em especial

seus lábios. – Você só está um pouco mais forte do que eu no momento. – Disse

tranquilizando-a.

Bella sempre despertou em mim um desejo incontrolável, mas naquele momento

me dei conta de que não havia mais perigo, nós poderíamos gozar do nosso amor sem

medo. Vi as sombrancelhas de Bella se unirem ao ouvir minhas palavras.

“– Ela estava muito confusa.” – Jasper me avisou mentalmente e eu acariciei

novamente o rosto de Bella.

Eu precisava me lembrar de agradecer ao meu irmão pela grande ajuda que ele

estava nos dando, era através dele que eu podia sentir os sentimentos de Bella, saber

aconfusão mental que estava acontecendo na mente dela e poder ajudá-la, já que sua

mente teimava em se manter obscura para mim.

“– Wow. Ela está excitada. Calma aí ... tem gente perto.” – Jasper brincou em

pensamento quando percebeu a mudança súbita do humor de Bella.

Eu estava adorando aquilo tudo ... estava deslumbrado, como Bella havia dito

uma vez. Ela estava se comportando lindamente, nenhum perigo vinha dela, nem a fúria

dos primeiros minutos que todos nós sentimos, com exceção de Carslile, claro.

Bella lentamente, como se estivesse calculando seus movimentos, retirou o

braço direito das costas e o moveu lentamente até que alcançou meu rosto, acariciando

minha face com carinho. Era quase possível ouvir as faíscas que surgiram assim que sua

mão encostou no meu rosto.

“– Que lindo.”, Esme pensou.

– Amo você. – Bella me disse e eu sorri para ela e para a sua linda voz. Era como se

todo meu corpo se aquecesse e minha alma renascesse.

“– Ei ... tem gente aqui.”, Emmet disse brincando em sua mente. Ele e os outros

estavam observando tudo.

– Como eu amo você. – Disse a ela como se só houvéssemos nós ali.

“– Mamãe.”, Renesmee pensou no andar de baixo assim que ouviu a voz de Bella e a

minha. Ela entendeu naquele momento que a mãe havia acordado e que o tão esperado

reencontro estava cada vez mais próximo.

Nós estávamos há muito tempo distante, apesar de estarmos sempre um do lado

do outro, durante toda a gravidez de Bella eu mau podia enconstar nela sem que

Renesmée se agitasse. Na época eu achava de o bebê me odiava, mas na verdade era

apenas ela me conhecendo, se agitando quando percebia minha presença, mas eu não

sabia. Eu sentia falta de seu corpo ... de sua boca na minha.

Emmet tinha razão ... depois que provei do prazer de ter minha Bella, não

conseguiria mais ficar sem ela, mas fui obrigado, até aquele momento.

Eu já não aguentava mais. Queria poder beijá-la, sentir seu corpo perto de mim.

Me aproximei mais dela ... lentamente e olhando em seus olhos, peguei seu rosto entre

minhas mãos. Sua pele ainda era macia e quente para mim, éramos iguais.

Encostei levemente os meus lábios nos dela e foi como se uma labareda surgisse alí e

incendiou meu corpo. Eu queria mais e me permiti ceder ao desejo de beijá-la como

nunca pude. Bella também não se controlou e se agarrou em mim. Sem nem perceber a

ergui do chão e Bella passou suas pernas por minha cintura, encaixando seu corpo no

meu, como ela fazia na Ilha. A fogueira que me queimava foi alimentada naquele

momento. Eu estava simplesmente desesperado por ela ... Era como se mais ninguém

estivesse lá, a ânsia e a felicidade em tê-la novamente me invadia. Nossos lábios se

moviam desesperadamente, eu trazia seu corpo mais para perto do meu e Bella fazia o

mesmo. Nossas respirações estavam tão aceleradas que eram mais gemidos do que

qualquer outra coisa. Bella agarrava meus cabelos e eu quase podia sentir dor. Era um

prazer inigualável, só superado pelo prazer que eu sentia quando fazia amor com ela.

“– Edward?” – Carslile me chamou mais alto em sua mente. Pude ver que aquela já era

a terceira vez que ele chamava a minha atenção e eu não tinha “escutado”.

“Alow!” – Emmet pensou e deu um pigarro. Até ele estava sem graça.

“– Ela continua igual.”, Alice pensou se divertindo.

Bella ficou muito sem graça e se afastou rapidamente de mim, saltando e se

soltando de minha cintura. Achei engraçado e ri, mas não me afastei dela, não era

possível ... não mais. Mantive minha mão em sua cintura mantendo contato. Bella

olhava para mim de forma tão apaixonada que tive que me controlar para não beijá-la

novamente. A minha vontade era de levá-la para o quarto e tê-la novamente, mas não

era possível. Bella ofegava ainda enquanto tentava se controlar. Eu gostei daquilo, ela

ainda me amava e me desejava como antes ... sempre seria a mesma ... para

eterninadade a minha Bella. Foi bom me soltar ... ser eu mesmo com ela depois de tanto

tempo me contendo, mostrar a ela um milésimo do desejo e da fome que tinha dela.

“– Não via ele com essa carinha de felicidade desde o casamento deles.”, Carslile

pensou.

“– Graças aos céus que tudo acabou bem.”, Esme pensou emocionada ao ver nós dois

juntos novamente.

Na mente deles eu podia ver meu rosto. Era verdade, a minha espressão de

felicidade era total, não dava para esconder. Não mais.

– Você escondeu isso de mim. – Bella me acusou. Seu humor mudava muito rápido,

como o de todos nós. Eu ri das expressões dela.

– De certa forma, foi necessário na época. – Disse. – Agora é sua vez de não me

quebrar. – Pedi com humor.

Todos riram de suas expressões e atitude, principalmente Emmet e Alice. De

meus irmãos, eles foram os que mais se apegaram a Bella ... desde o início.

Bella parecia bem confusa, mas controlada. Aquilo era muito normal para um

vampiro recém-criado, os sentido humanos se intensificavam com a transformação de

uma forma tão violenta e repentina que não podíamos controlar. Bella foi preparada

para aquilo e acreditei que aquela preparação a estava ajudando. Jasper era o mais

confuso de todos, não conseguia entender como Bella podia estar tão controlada quando

ele percebia que seus sentimentos estavam tão “à flor da pele”.

“– Edward? Vou me aproximar.” – Carslile me avisou e deu uma olhada para Jasper.

Ele foram se aproximando lentamente de Bella, vi em suas mentes que não

queriam assustá-la. Jasper o acompanhava medindo as reações psíquicas de Bella a todo

momento. Eu acompanhava tudo em sua mente e vi o momento em que Bella encarou e

realmente enxergou eles. O rosto de Bella se metamorfaseou quando viu Carslile.

Veio em minha memória a minha última visão humana, o rosto nebuloso de

Carslile no hospital, enquanto ele estava cuidando de mim enquanto eu morria por conta

da gripe espanhola, e a primeira visão, já vampiro ... Carslile parecia outra pessoa,

aquilo me assustou muito na época, mas Bella não reagiu como eu, ela o encarou com

tranquilidade, apesar de ver um Carslile novo em sua frente.

“– Incrível ... isso não é normal.” – Jasper pensava.

– Como se sente, Bella? – Carslile perguntou a ela. Ele estava muito curioso em saber

como foi para ela.

– Sufocada. São tantas coisas ... – Bella começou a falar mas parou.

“– É a voz, Edward. Ela agora está conseguindo ouvir plenamente a própria voz. Está

estranhando.”, Alice me disse em sua mente.

– Sim, pode ser muito confuso. – Carslile disse mas Bella apenas assentiu com a

cabeça, só depois resolveu falar.

– Mas ainda me sinto eu. Mais ou menos. Eu não esperava isso. – Bella disse.

– Eu lhe disse isso. – Sussurrei em seu ouvido.

Diversas vezes eu havia alertado Bella que mesmo depois de transformada,

depois de algum tempo, ela se sentiria normal ... bem, quase como antes ... mas ela não

acreditava.

Quando fizemos o acordo, no momento em que ela aceitou se casar comigo,

Bella teve apenas uma exigência, que tivéssemos a nossa Lua de Mel antes de sua

transformação. Eu fui contra, claro. Tinha muito medo do que poderia acontecer. Ela me

disse que tinha a certesa de que não seria mais Bella, que seria algo diferente. Ela estava

enganada e naquela hora pôde ver que não era outra pessoa ... era a minha Bella, linda e

sensível.

– Você é muito controlada. – Carslile disse quase que para si mesmo. – Mais do que eu

esperava, mesmo com todo o tempo que você teve para se preparar psicológicamente.

– Eu não tenho muita certesa disso. – Bella disse depois de alguns micro-segundos

pensando.

“– Ela ainda está muito confusa, mas seu controle é excepcional.” – Carslile pensou

enquanto assentia.

– Parece que dessa vez fizemos algo certo com a morfina. Me diga, o que você se

lembra do processo de transformação?

Bella vacilou naquele momento.

“– Epa, Carslile! Não era hora ... Uhm. Como isso não mexeu com ela? ... Não é

normal, não entendo.”, Jasper pensou confuso quando sentiu Bella vacilar.

Ele sentia que Bella tinha lembrado da transformação, mas ela não falou ...

parecia esconder algo, e ao mesmo tempo ele sentia uma sensação de desejo em Bella.

Um mixto de sentimentos e sensações a invadiam e ela cuidava de tudo como se fosse

uma vampira com anos de idade.

Isso o fez sentir um pouco de inveja.

– Tudo ficou ... muito indistinto antes. Eu lembro que o bebê não conseguia respirar...

Bella foi falando calculando suas palavras até que seu corpo arfou sob minhas

mãos. Ela olhou em meus olhos e eu vi alí a preocupação ... Renesmee é claro. Bella

lutou pela filha desde o início, não era de se espantar que essa seria a sua maior

preocupação naquele momento, nem mesmo a sede a abalaria, mas ficar sem saber o

que aconteceu com nossa filha ... com certesa.

– Renesmee é saudável e está bem. – Prometi a ela. Eu podia ouvir o coração de

Renesmee batendo no andar de baixo e podia ver como ela estava através da mente de

Rosalie e Jacob, que praticamente não se ausentava.

Bella pareceu aceitar e relaxar depois que ouviu o que eu falei.

“– Ela ainda não contou. Por que ela está escondendo? Uma experiência tão

traumática não pode ter sido tão tranquila assim para ela. A morfina pode ter até

amenizado, mas não acredito que ela não tenha sentido nada.”, Carslile pensou.

Eu também estava curioso naquele momento. Eu queria saber até que ponto ela

havia ficado ciente naquela experiência e vi na mente dos outros que eles também

estavam curiosos, principalmente Carslile.

– É difícil lembrar. Era tudo tão escuro antes. E, então… Eu abri meus olhos e pude ver

tudo. – Bella nos contou.

“– Só isso?”, Emmet pensou.

“– Que bom. Ela não merecia depois de todo aquele sofrimento.”, Esme pensou

amavelmente.

“– Ela está editando ... Típico dela.”, Alice pensou.

– Incrível. – Carslile sussurrou impressionado. Ele realmente dava muito crédito à

morfina, mas nem tanto assim. – Eu quero que você pense ... que me conte tudo que se

lembrar. – Ele pressionou mais. Ele achava que Bella havia resumido demais ... ele

queria mais detalhes.

“– Quero ver mamãe.”, Renesmee pensava no andar de baixo e insistia com Rosalie

que evitava falar para não chamar a atenção de Bella. Jacob fazia o mesmo. Eles

somente trocavam olhares preocupados.

“– Uhm. Primeira reação mais forte ... Mas parece ... medo, vergonha, angústia,

receio. Não entendo.”,Jasper pensou quando viu Bella fazendo uma careta.

– Ah, desculpe-me, Bella. – Carslile disse assim que viu também as feições do rosto de

Bella mudar. “Acho que pressionei demais. – É claro que sua sede deve estar sendo

bem desconfortável. Essa conversa pode esperar.

“Ah! Agora sim. A sede. Edward! Está na hora de Bella caçar.”, Jasper me avisou

assim que sentiu a sede em Bella. Para ele também ficou difícil, mas naquele momento,

Jasper estava sendo profissional e não deixaria que nada o atrapalhasse.

Menos meio segundo depois de Carslile terminar a frase Bella arfou ao meu lado

e levou suas mãos à garganta arregalando seus lindos olhos. Ela estava sofrendo com

certesa e eu precisava fazer algo para ajudá-la. Com cuidado e lentamente peguei uma

de suas mãos para que ela se sentisse segura.

– Vamos caçar, Bella. – Disse olhando em seus olhos.

“– Edward. Ela está confusa novamente. Parece chocada com o que você disse.

Estranho. Essa garota é estranha mesmo ... sempre achei.”, Jasper me relatou e riu

mentalmente no final. Eu ri também, mas estava olhando para Bella.

– É bem fácil, amor. Instintivo. Não se preocupe, eu vou te mostrar. – Disse a ela mas

Bella não pareceu entender. “Vou ter que refrescar sua memória”, pensei. – Eu tinha a

impressão de que você sempre quis me ver caçar. – A desafiei.

Bella riu alto pela primeira vez naquela hora. Foi como se meu corpo se

aquecesse novamente, ver Bella alegre depois de tudo que ela passou, depois de todo

aquele sofrimentos que passamos juntos ...

“– Quero ver mamãe.”, Renesmee continuava resmungando e pedindo, mas naquela

hora ela estava nos braços de Jacob que tentava ponderar com ela, ninando em seus

braços, mas sem sucesso. Eu vi na mente de Renesmee que ela não relaxaria enquanto

não visse Bella.

Mas seu sorriso não durou muito. Bella ainda parecia estar sofrendo e isso me

angustiava.

– Vamos? – Disse tocando em sua outra mão que ainda estava protegendo seu pescoço.

Tocá-la era sempre excitante, mas aquele não era o local e o momento. – Não quero

que você fique sofrendo. – Disse murmurando, bem baixo de uma forma que somente

nós vampiros poderíamos ouvir, preocupado com ela e com Renesmee que conseguia

ouvir quase tudo que se passava alí.

– Estou bem. – Bella disse mentindo para mim. Eu a conhecia bem.

“– Ela está mentindo, Edward.”, Jasper disse mentalmente o que eu já sabia.

– Espere. Primeiro. – Bella disse e não se mexeu.

– Sim? – Foi Carslile que disse.

– Quero vê-la. Renesmee. – Bella pediu ansiosa.

“– Impossível.” – Carslile pensou.

“– Wow. Nem pensar.” – Emmet pensou.

“– Não! Edward? Não” – Esme gritou em sua mente.

“– Edward? Não é hora. Ela precisa caçar antes. E você precisa prepará-la para saber

sobre Renesmee e Jacob. Não vai ser fácil. É só um palpite, não consigo ver ... Claro.

Esses híbridos estranhos.” – Alice me alertou mentalmente.

“– Edward. Ela parece estar lembrando. Está mais confusa que nunca. Ela sente

saudade, medo, angústia, felicidade ... Tudo junto”, Jasper me disse assim que sentiu

novamente aquela confusão de pensamentos de Bella.

Bella soltou as mãos das minhas e levou à barriga agora plana e vazia. Seus

olhos se arregalaram e pareciam fora de foco. Ela olhava para o vestido de seda que

vestia e parecia mais confusa ainda. Ela ficava pensando ... lembrando.

Tudo era novidade demais para Bella.

“– Edward?” – Carslile me chamou. –“ Não acho que seria uma boa idéia. Ela precisa

caçar primeiro. O sangue quente de Renesmee pode ser demais para ela. Não sabemos

o que pode acontecer.” – Ele concluiu preocupado e eu assenti levemente.

– O que foi? – Bella perguntou assim que percebeu a troca de olhares entre eu e

Carslile.

– Bella. – Tentei explicar da melhor forma possível. – Essa não é uma boa idéia. Ela é

meio-humana, amor. Seu coração bate, e sangue corre em suas veias. Até que sua sede

esteja definitivamente sob controle... Você não quer colocá-la em perigo, quer?

Mesmo mostrando, até aquele momento, um auto-controle invejável, eu não

podia arriscar que nem Renesmee nem Bella se machucassem. Bella ficaria muito

abalada psicológicamente se fizesse algum mal à nossa filha ... Mesmo sabendo que não

foi sua culpa, apenas um instinto.

Bella fechou a cara para mim. Claro que ela não acreditava que faria algo de mal

à Renesmee, mas eu não arriscaria ... de forma alguma, mesmo sabendo que todos em

casa, inclusive Jacob, faríamos de tudo para proteger as duas.

– Onde ela está? – Bella perguntou.

“– Ela está ouvindo, Edward. Prepare-se ... não sabemos...”, Jasper me alertou.

“– Nem pensar, Edward!”, Rosalie gritou em sua mente para mim. Ela estava muito

angustiada e preocupada se colocando na frente de Jacob que estava com Renesmee

protetoramente em seus braços perto da porta. Ele se preparava para correr com

Renesmee dalí caso algo desse errado.

Rosalie tinha mais segurança em relação a reação de Bella do que Jacob, mas

mesmo assim estava muito tensa, esperando pelo desfecho de tudo aquilo. Renesmee

também parecia entender parte de tudo o que se passava e pedia por Bella a todo

momento. Ela percebeu que algo havia acontecido, mas como nem Rosalie, nem Jacob

haviam comentado em voz alta, ela só podia ouvir o que era falado no andar de cima.

“– Não vou deixar que Nessie esteja em perigo, Edward. Mesmo que esse perigo seja

Bella. Cuide de Bella primeiro. Você me prometeu isso. Eu primeiro. Se ela passar por

mim ... a gente tenta.”, Jacob me disse muito angustiado e preocupado em sua mente.

Ele tinha razão ... em parte.

Eu ainda estava irritado com Jacob. Não tinha digerido a história toda ... nem

aceitado. Eu sabia que Bella também não aceitaria aquilo com facilidade. Pude perceber

que Bella estava se concentrando em ouvir, mas ela não fazia a menor idéia do que

havia se passado.

– Rosalie está com ela? – Bella me perguntou depois de ouvir.

– Sim. – Disse seco e peguei novamente sua mão. Eu tinha que tirá-la de lá antes que

Bella resolvesse exigir ver Renesmee, isso poderia ser um problema grande e eu não

teria como negar aquilo a ela. Era a nossa filha, a filha que ela amou desde o momento

em que descobriu que a estava carregando..

– Espere. – Bella se agitou enquanto pensava. – E Jacob? E Charlie? Me diga tudo o

que eu perdi. Por quanto tempo eu estive… inconsciente?

“– Edward? Não é hora. Ela precisa estar realmente controlada. Ela ainda não pode

saber sobre Jacob e Renesmee. Ela o mataria.”, Carslile pensou e eu olhei para ele.

“– Ela está ficando irritada.”, Jasper pensou.

“– Agora quero ver quem vai segurar Bella. Ela está percebendo que tem algo de

errado aqui.”, Emmet pensou preocupado pela primeira vez.

“– Edward? Ela ficaria muito triste se fizesse algo à Jacob. Temos que ter cuidados

com os três.”, Esme me falou.

– Qual o problema? – Bella susurrou para mim.

– Não há problema nenhum. – Carslile se adiantou em dizer. “Vou tentar ponderar com

ela e contar de uma forma tranquila.”, ele me avisou então deixei com ele, eu não seria

capaz de mentir para ela sobre aquilo. – Não mudou muita coisa, na verdade ... você só

ficou inconsciente por pouco mais de dois dias. Foi bem rápido, em se tratando dessas

coisas. Edward fez um trabalho excelente. Um tanto inovador ... a injeção de veneno

direto no coração foi idéia dele. – Ele disse orgulhoso e olhou para mim e depois

suspirou, ele ia contar mais, não tinha como esconder. – Jacob ainda está aqui, e

Charlie ainda acredita que você está doente. Ele acha que você está em Atlanta nesse

momento, fazendo testes no Centro de Controle de Doeças. Nós demos a ele um número

falso, e ele está frustrado. Ele tem falado com Esme. – Ele contou mas não entrou em

detalhes ... os detalhes que fariam Bella enfurecer ... com certesa.

– Eu devia ligar pra ele… – Bella baixou a cabeça e disse baixinho para si mesma e

ficou pensativa. De repente ela arfou. – Espere um pouco ... Jacob ainda está aqui? –

Bella disse mais intrigada naquele momento.

“– Isso não é bom...”, Emmet pensou.

“– Agora ela vai fazer picadinho desse cachorro.”, Rosalie pensou no ardar de baixo.

“– Não vou deixar que ela se aproxime de Nessie sem testar primeiro. Não me importo

comigo mesmo.”, Jacob ameaçou.

“– Edward?Pondere com ela.”, Carslile me alertou.

– Bella. – Disse me adiantando. – Tem muito a ser discutido, mas a gente deveria cuidar

de você primeiro. Você deve estar sentindo dor ... – Disse e Bella engoliu seco.

– Mas Jacob... – Bella tentou argumentar mas eu interrompi.

“– Ela vai ficar furiosa comigo ... mas não me importo. Ela sempre me perdoa e não

vai ser diferente agora.”, Jacob tentava se manter firme.

– Nós temos todo o tempo do mundo para explicações, amor. – Lembrei a ela falando

carinhosamente e Bella assentiu..

– Ok.

– Esperem, esperem, esperem. – Alice gritou atrás de Emmet.

– Você prometeu que eu poderia estar lá na primeira vez! E se vocês passarem por algo

que faça reflexo? – Alice exigiu. “Quero ver a reação dela quando se olhar. Por favor

... por favor ... por favorrrr. ”, ela implorava em sua mente.

– Alice... – Tentei ponderar. Eu tinha que levar Bella para caçar. Aquilo podia ficar

para depois com certesa.

– Só vai levar um segundo! – Alice disse e saiu em disparada não deixando que eu

protestasse. É claro que ela havia previsto. “Vou pegar o espelho.”, ela gritou em sua

mente.

– Do que ela estava falando? – Bella perguntou confusa.

Alice voltou rapidamente trazendo o espelho. Jasper ficou preocupado com a

proximidade de Alice e Bella. Ele sabia muito bem que Alice podia se cuidar, mas não

conseguia evitar. Naquele momento, Bella não representava nenhum risco, mas mesmo

assim ele acompanhou Alice e Bella o examinou pela primeira vez e arfou.

“– Medo ... uhmm. Bom. Ela entendeu.”, Jasper sentiu e sorriu para Bella a

tranquilizando.

– Edward me deu uma bronca por não te colocar na frente de um espelho antes do

casamento. – Alice disse a Bella. Ela sabia que Bella ficou tensa ao ver Jasper então

tentou amenizar o clima. – Eu não levar bronca de novo.

– Bronca? – Entrei na brincadeira.

– Talvez eu esteja exagerando um pouco. – Alice disse e colocou o espelho na frente de

Bella.

– E talvez isso tenha unicamente a ver com sua própria satisfação pessoal. –

Argumentei com ela e Alice piscou para mim.

Bella ficou se olhando no espelho enquanto falávamos. Jasper observava e sentia

espanto e ao mesmo tempo prazer, surpresa, alegria, dúvida e até o pavor que Bella

sentia enquanto se observava.

– Os olhos? – Bella disse. – Quanto tempo? – Ela perguntou.

– Eles vão escurecer em alguns meses. – Disse a tranquilizando. – Sangue animal dilui

a cor mais rápido que em uma dieta de sangue humano. Eles vão ficar cor-de-âmbar e

depois

dourados. – Informei me aproximando mais dela.

– Meses? – Ela disse mais alto. Bella pareceu bem irritada com a informação.

“– Você sabia disso.”, pensei confuso.

“– Mamãe!”, Renesmee se assustou mas Rosalie a afagou.

“– Alice!”, Jasper pensou, se preparou para minimizar os sentimentos de Bella e se

aproximou. Ele estava preparado para arrancar Alice de perto de Bella e até mesmo

defendê-la.

Alice teve outra visão naquela hora. Ela viu Jasper vindo em sua defesa e Bella

atacando Jasper. Ela pensava que Jasper a estava atacando e não ajudando ou até mesmo

defendendo Alice. Foi uma luta quente por que Jasper era mil vezes mais experiente,

mas Bella era mais forte. Me assustei com aquilo por que, na visão de Alice, eu lutava

ao lado de Bella e Alice ao lado de Jasper. Não podia permitir que meu irmão atacasse

milha Bella. Vi no momento em que Bella ficou olhando para mim e Alice, que de

repente a visão de Alice foi ficando mais nebulosa.

– Não, eu estou bem. – Bella disse depois de inspirar e se acalmar.

Naquele momento Jasper sentiu o controle de Bella e refreou. Ele não conseguia

aceitar aquele auto-controle, para ele não era natural para um recém-criado. Eu e Alice

vimos a visão desaparecendo.

– É só que ... é muito para absorver. – Bella se explicou.

“– Isso não é normal ... como ela está conseguindo?” – Jasper pensava.

– Eu não sei. – Respondi ao pensamento de Jasper.

– Que pergunta eu perdi? – Bella me perguntou confusa e eu sorri..

– Jasper está se perguntando como você está fazendo isso. – Contei a ela.

– Fazendo o que? – Bella perguntou confusa.

– Controlando suas emoções, Bella. – Jasper respondeu. – Eu nunca vi um recémnascido

fazer isso ... parar uma emoção no meio do caminho assim. Você estava

aborrecida, mas quando você viu nossa preocupação, você superou isso, retomando o

poder sobre si mesma. Eu estava pronto para ajudar, mas você não precisou disso.

– Isso é ruim? – Bella perguntou confusa e senti seu corpo arfar ao meu lado.

– Não. – “Só é estranho.”, ele pensou.

– É mesmo impressionante, Bella, mas a gente não entende isso. A gente não sabe por

quanto tempo isso pode durar. – Disse afagando seu braço para que ela relaxasse.

Bella ainda ficou analisando tudo aquilo.

– Mas o que você acha? – Alice perguntou a Bella indicando o espelho.

– Eu não tenho certeza. – Bella disse e ficou fitando a sua linda imagem.

Bella parecia tão deslumbrada quanto todos nós, mas não parecia acreditar. Ela

estava realmente linda e exuberante. Bella levantou a mão e tocou em seu rosto como se

o tocando fosse mais fácil crer que aquela linda mulher era ela. Ela nunca havia se visto

realmente ... Eu já havia dito isso uma vez.

– Desapontado? – Bella me perguntou depois que eu suspirei e eu ri.

– Sim. – Disse.

“– Wow. Ela ficou irritada.”, Jasper me avisou e se adiantou para ajudar.

Alice rosnou para mim. Ela e todos os outros acharam o cúmulo do absurdo o

que eu disse, mas eles não sabiam o que eu queria dizer ... nem Alice.

Abracei Bella e beijei sua face.

– Eu estava esperando ser capaz de ouvir sua mente, agora que é mais semelhante à

minha. – Murmurei para ela. – E aqui estou, frustrado como sempre, me perguntando o

que possivelmente está se passando na sua cabeça.

– Ah, bom. – Bella disse mais tranquila. Jasper também sentiu Bella relaxando. – Acho

que meu cérebro nunca vai funcionar direito. Pelo menos eu estou bonita. – Bella

brincou e eu rosnei para ela em seu ouvido.

– Bella, você nunca foi apenas bonita. – Disse excitado.

“– Edward? Ela precisa caçar ... não aguento mais essa confusão. Pare de mexer com

ela. Contenha-se, cara. Vocês terão toda a eternidade.”, Jasper resmungou.

– Certo, certo. – Me afastei de Bella e respondi para meu irmão.

– O que? – Bella perguntou curiosa.

– Você está deixando Jasper mais nervoso a cada segundo. Talvez ele relaxe um pouco

quando você tiver caçado. – Contei a ela.

Bella olhou para Jasper e assentiu. Ela concordou com meu irmão.

– Ok. Vamos caçar. – Bella disse, pegou minha mão e se virou para mim.

Aquela seria a primeira vezes que caçaríamos juntos, mas não a última.

Teríamos a eterninadade juntos ... Eu , Bella e nossa filha ... Renesmee.