domingo, 2 de janeiro de 2011

Amanhecer de Edward Cullen- Capitulo 6

A Espera
– Você ouviu, Carslile? Você ouviu o choque? – Disse ansioso a Carslile.

– Ouvi, eu ouvi, meu filho. – Carslile me confirmou e veio para o meu lado. – Agora só

podemos esperar.

– Tenho que fazer algo por ela ... ela deve estar queimando. – Disse muito angustiado.

– Não acredito. Você injetou muita morfina, Edward. Sinta. – Ele me disse e inspirou na

pele do braço de Bella.

– Eu sei mas ...

– Edward, você fez o melhor por Bella e por Renesmee. Tenha fé meu, filho. Você fez

tudo por elas agora só temos que esperar. Vai dar tudo certo. – Carslile disse.

– Como estão as coisas lá embaixo? – Perguntei me referindo a Renesmee.

– Ela está bem ... ela é linda, meu filho. Tem os seus cabelos e os olhos de Bella.

Rosalie está cuidando dela com a ajuda de Esme e Alice. – Carslile me contou.

– Queria vê-la, mas não posso sair daqui ... não posso. Depois veremos nossa filha ...

juntos. – Disse tocando no braço de Bella.

– Eu ficarei aqui, Edward. – Alice disse. Ela estava parada na porta. – Eu cuido de

Bella.

– Eu ficarei também. Temos que arrumar isso tudo. Vá, meu filho ... Vá conhecer sua

menina. – Carslile me disse.

– Não posso sair do lado dela, pai ... não posso. – Disse com o rosto deitado sobre o

peito de Bella, seu coração estava mais acelerado que nunca, mas eu ainda podia sentir

o cheiro de seu sangue humano quente. “Me desculpe, meu amor”, pensei.

– Bella ia querer que você cuidasse de sua filha. – Alice disse as palavras que mudaram

o meu ponto de vista. Olhei para Bella inconsciente e senti que Alice tinha razão.

– Ok ... eu vou. Mas eu não demorarei, meu amor. – Disse e acariciei o rosto de minha

Bella.

Assim que saí do quarto abri a minha mente e ouvi a de todos no andar de baixo

e corri.

– O que você fez, cachorro? – Disse me colocando na frente de Jacob que olhava para

minha filha. – O que você pensa que está fazendo?

– Calma, Edward. Eu a amo. – Jacob me disse dando um passo atrás.

– Ela é só um bebê. – Rosnei para ele. – Saia da minha casa ... agora, cachorro. Saia de

perto da minha filha.

– Eu não posso. – Ele me disse. – Leia a minha mente, Edward!

Na mente de Jacob eu vi o momento em que ele chegou no topo da escada, com

intenção de destruir minha filha, ele a culpava e pensava que Bella não sobreviveria,

mas sua vida mudou. Renesmee o olhou, ainda no colo de Rosalie, e a partir daquele

momento as intenções dele mudaram. Ela já o havia escolhido antes mesmo de nascer,

por isso Jacob não tinha conseguido ir embora antes. “Não era por Bella que ele ficava

... era por Renesmee, a filha amada de Bella.”, pensei. Inconscientemente, Jacob não

poderia matar algo vindo de seu amor ... Bella.

– Não ... não posso aceitar isso e Bella também não vai. – Eu disse irado com as

lembranças de Jacob.

– Calma, Edward. – Rosalie me falou. – Calma que foi ela mesmo.

– O que? – Me virei confuso. – Como assim “foi ela mesmo”?

Foi o suficiente para ler na mente de Rosalie que minha filha tinha um poder

fenomenal. Ela, com pouco tempo de vida já conseguia se comunicar.

– Incrível. – Disse me virando para Rosalie que segurava Renesmee no colo.

– Sim ... ela é incrível. – Jacob disse atrás de mim e eu me virei rosnando para ele.

– Vá embora daqui, Jacob. – Disse mostrando os meus dentes. – Eu preciso pensar e não

dá com você por perto. – Pedi me controlando ao máximo.

– Ok ... Preciso mesmo conversar com o pessoal de La Push. – Ele concordou, mas eu vi

em sua mente que ele voltaria ... logo.

– Tchau, cachorro. – Se despediu Rosalie. Ela ainda tinha raiva por Jacob tê-la

derrubado quando estávamos no quarto-UTI.

– Tchau Loira. Tchau Nessie. – Ele disse.

– Do que você chamou a minha filha? – Me virei perguntando.

– Nessie ... Bella arrumou um nome muito complicado ... acho que ela gostou da

redução. – Ele me disse tranquilamente e sorriu para Renesmee.

“O imprinting”, pensei. Jacob estava atado à Renesmee por toda sua vida. Eu

sabia que não conseguiria evitar aquilo depois de ter visto na mente de Sam e de outros

quileutes que eles simplesmente não tinham alternativa. A conexão que surgia era

irrevogável, impenetrável e imutável.

Era como eu e Bella.

Tentei ficar longe dela uma vez e aquilo foi desastroso para nós dois,

simplesmente não podíamos viver um sem o outro e pronto. Transformá-la sempre foi a

nossa única alternativa, e foi a que eu mais lutei contra. Não queria para Bella uma vida

como a minha, mas o destino insistia. Foram 2 anos de luta contra ele, mas eu perdi.

Não devia ter insistido, eu devia ter cedido antes, assim que Bella me pediu. Não devia

ter esperado e colocado a vida dela em risco novamente ... pior, coloquei a sua vida no

maior perigo já imaginado ... a morte.

O único consolo que eu tinha era Renesmee.

– Você sabe que Bella não aprovará tudo isso, não sabe? – Disse ainda irritado para

Jacob.

– Eu sei ... mas ela sempre me perdoa. – Ele disse dando de ombros.

Jacob tinha razão em um ponto, Bella sempre o perdoava, mas depois de sua

transformação as coisas seriam diferentes. Não sabíamos como Bella reagiria a tudo e

ele sabia disso, mas preferia se enganar com aquela falsa segurança.

– Ok... Vou nessa. Preciso acalmar as coisas em La Push. – Jacob disse, olhou mais

uma vez para Renesmee, se virou e saiu.

Me virei e vi minha filha nos braços de Rosalie. “Carslile tinha razão, ela é

linda.”, pensei e meu coração pareceu renascer. Renesmee tinha os olhos iguais aos de

minha Bella, um tom castanho mais puxado para o chocolate, e seus cabelos eram do

mesmo tom que os meus. Ela era a mistura perfeita de mim e Bella, não conseguia ver

nenhuma imperfeição sequer naquela linda menina. Bella havia me dito uma vez que

nosso bebê era o fruto do nosso amor ... ela tinha razão, Renesmee era realmente aquilo,

uma compilação perfeita da melhor parte de nós dois.

– Me deixe segurá-la. – Extendi meus braços na direção de Renesmee que estava no

colo de Rosalie.

– Não! – Ela disse e segurou Renesmee forte nos braços.

– Por que? Ela é minha filha. – Disse confuso. A mente de Rosalie não me mostrava

nenhum sinal de agressividade e desconfiança.

– Olhe para você, Edward. – Ela disse me analisando. – Você está um trapo. Vá se lavar

e se trocar e volte, até lá eu ficarei com ela.

A mente de Rosalie estava tranquila, ela falava a verdade. Olhei minhas roupas e

naquela hora é que me dei conta do meu estado. Minhas roupas tinham o sangue de

Bella e eu estava todo descabelado. Em todo processo do parto não me preocupei com

nada, só em salvá-las. Minha aparência devia estar realmente horrível, não queria que

minha filha me visse daquele jeito ... Bella não ia querer isso, ela sempre falava em

como eu era lindo aos seus olhos e eu não poderia decepcioná-la.

– Ok ... Não demoro. – Disse o voei para meu quarto.

Assim que subi e cheguei à porta do meu quarto algo apertou tão forte em meu

peito que precisei me apoiar no beiral. Eu olhei para minha cama ... nossa cama e a dor

aumentou. Faltava algo lá ... faltava Bella. “Acho que foi isso que Bella sentiu assim

que entrou aqui sozinha.”, pensei. A diferença era que Bella era humana e ela não

suportou tamanho sentimento.

Respirei fundo e senti o seu perfume, foi o que me deu forças para continuar.

Rapidamente me banhei e mudei de roupa enquanto lia as mentes de todos dentro de

casa para garantir que nada me fugisse, não poderia me demorar. Eu queria voltar para

Renesmee e Bella.

– Agora sim. – Rosalie disse assim que me viu no topo da escada. – Ela estava ansiosa.

– Como? – Perguntei e corri rapidamente para o lado de Rosalie. – Ansiosa? Por que?

– Ela sabe quem você é. – Rosalie me respondeu e me entregou Renesmee. – Veja você

mesmo.

Seu corpo era quente ... mais quente que o de Bella, ela era leve como uma

pluma e seu coração batia acelerado. Renesmee era perfeita.

– Oi bebê. – Disse e o seu coraçãozinho acelerou mais quando ela me olhou nos olhos.

“– Papai.”, ela pensou e eu assenti.

– Oi ... sim sou eu mesmo. – Respondi ao pensamento dela e sorri.

– Deixe que ela toque em seu rosto. – Me disse Esme.

Peguei as mãosinhas delicadas de Renesmee e toquei em meu rosto.

– Incrível. – Disse expantado quando vi entrando em minha mente as imagens do que

Renesmee queria.

Renesmee tinha o dom de mostrar aos outros o que ela viu, o que queria ou o

que sentia, mas eu podia além disso ouvir seus pensamentos. Ela tinha apenas algumas

horas de vida mas uma inteligência incrível, mais desenvolvida que a de muitos

humanos. Nós poderíamos conversar em silêncio, usando apenas um toque e troca de

informações pela mente. “Incrível”, eu não me cansava de pensar.

– Não foi em vão que Bella lutou por ela. – Disse sorrindo ainda olhando naqueles

lindos olhos castanhos que me fitavam.

– Ela é muito especial. – Disse Rosalie deslumbrada. Vi na mente dela tudo que

aconteceu enquanto eu não estava presente, inclusive com Jacob.

Renesmee começou a me mostrar as coisas que ela viu nos seus primeiros

minutos. A primeira coisa que ela viu ... eu ... nervoso mais feliz em conhecê-la, Bella

deitada na maca quase desfalecendo e dizendo que ela era linda, Rosalie, Jacob, Esme,

Alice, Jasper, Emmet e Carslile ... todos, mas voltou ansiosa para um deles ... Bella.

Renesmee queria saber de Bella.

“– Mamãe”, ela pensou e mostrou a imagem de Bella.

– Sim ... Mamãe. – Disse triste e ela percebeu. – Ela não vai demorar.

“Mamãe”, ela pensou e mostrou novamente Bella.

Virei meu rosto para que minha filha não visse a angústia em meu rosto. Esme e

Rosalie entenderam o que estava acontecendo e se aproximaram.

– Ela está ansiosa por Bella. Não pára de mostrar a imagem dela. – Rosalie disse.

– Incrível como ela consegue reconhecer logo as pessoas e se comunicar. – Disse

Naquela hora Renesmee me mostrou o rosto de Jacob. Ela queria saber dele,

depois me mostrou a imagem onde eu e Jacob discutíamos. Ela havia visto e entendido

tudo e queria Jacob de volta.

– Beleza. – Disse chateado. – Bella não vai gostar nada disso.

– Tenho certesa. – Rosalie comentou.

– Vamos dar tempo ao tempo, Edward. – Esme falou ao meu lado.

– Só quero ver a cara de Bella quando souber ... quero estar perto. – Emmet falou rindo

ainda sentado no sofá. Ele assistia TV.

– Se ainda como humana ela tinha aquele gênio, imagine quando terminar a

transformação. Ela vai acabar com ele rapidinho. – Disse Jasper à Emmet.

– Lembra que ela quebrou a mão por que deu um soco nele? – Emmet disse

gargalhando.

“Gosto do Tio Emmet.” , Renesmee pensou e me fez rir quando mostrou em sua mente

as brincadeiras que Emmet fez com ela.

– O que foi? – Rosalie perguntou curiosa.

– Ela gosta do Emmet. – Disse.

– Claro que ela gosta. Vou ser o tio preferido dela. – Ele disse e deu um empurrão em

Jasper.

– Vamos ver. – Jasper o desafiou e em sua mente já fazia planos.

– Mas uma coisa é certa. Bella vai acabar com ele quando descobrir sobre Jacob e

Renesmee. Eu faria isso agora, mas é direito de Bella. – Emmet disse mais sério. Na

mente dele e Jasper vi que eles também não aceitavam nada daquilo, assim como

Rosalie e Esme, a única que não se manifestava, nem na mente era Alice.

– Você não consegue vê-la? – Perguntei a Alice assim que ela chegou na sala. Ela e

Carslile já tinham terminado tudo no quarto-UTI.

– Não ... assim como não consigo ver Jacob. – Ela me informou. – Então não posso ver

o seu futuro. – Ela me disse preocupada. “Você reparou como ela já está maior desde a

hora do nascimento”, ela me disse em pensamento e eu assenti.

– O que vocês estão nos escondendo? – Esme me perguntou mas eu não respondi, fiz

um sinal com a cabeça indicando Renesmee e ela entendeu. “Depois conversamos

então”, ela pensou e eu assenti.

– Tá na hora de medir Renesmee. – Carslile disse entrando na sala carregando uma fita

métrica. – Vai ser rápido, mas preciso tomar nota.

– Ok. Onde ponho ela? – Perguntei sem saber o que fazer.

– Fique com ela aí mesmo, não precisa tirá-la do seu colo. – Ele me disse e veio para o

meu lado.

Carslile mediu a circunferência da cabeça e a altura de Renesmee. Ela estava

definitivamente maior. Renesmee não aparentava mais um bebê recém-nascido, parecia

um bebê com pelo menos um mês de vida, mas tinha apenas algumas horas. Na mente

de Carslile vi a preocupação, ela estava mais de 2 centímetros maior do que ela tinha

quando Carslile retornou, a viu e a mediu pela primeira vez.

Ouvimos então o coração de Bella acelerando no ardar de cima. Rosalie veio

logo para o meu lado, eu entreguei Renesmee para ela e corri para o quarto-UTI.

– O que houve? – Cheguei perguntando a Carslile que correu junto comigo.

– Está tudo bem. Essa aceleração faz parte do processo. – Carslile me tranquilizou.

– Não vou mais sair daqui, amor ... não vou. – Disse e toquei no rosto de Bella. “Você

pode me sentir?”, pensei.

– Fique tranquilo. Ela vai ficar bem. Eu consigo ver mais agora que ela não carrega

Renesmee. Não é muito, mas é alguma coisa. – Alice me disse chegando no quarto

também preocupada. – Mas ainda vai demorar um pouco.

– Você devia caçar, meu filho. Você já está sem se alimentar há muito tempo. – Carslile

disse tocando em meu ombro.

– Não ... não vou sair mais daqui. Depois ... depois vou ... com ela, vamos juntos assim

que tudo terminar. – “O que eu sinto não é nem um décimo do que ela deve estar

sentindo.”, pensei. – Por favor, cuidem de Renesmee para mim.

– Nem precisava pedir. – Carslile me disse e vi a preocupação em sua mente.

– O que é, Carslile? – Perguntei.

– Você já deve ter percebido que Renesmee está maior. – Ele começou a falar, mas com

cuidado.

– Sim ... ela está um pouco maior do que há algumas horas. – Confirmei.

– Estou acompanhado para estimar ... seu crescimento. – Ele me disse ainda medindo

as palavras.

– O que lhe preocupa? – Insisti.

– Me preocupo por não saber o que esperar ... Renesmee é única, como estimar seu

crescimento sem ter parâmetros para isso? – Ele me disse sua real preocupação.

Carslile contava com suas habilidades médicas com os humanos e com os imortais para

nos ajudar, mas no caso de Renesmee ele ficava no escuro, e isso estava deixando ele

muito preocupado.

– Mas você tem alguma estimativa? – Perguntei ansioso.

– Bem, Edward. Renesmee não é humana e nem imortal ... nunca ouvi falar em seres

híbridos além dos lobisomens como Jacob, mas eles crescem como humanos e só param

por conta da proximidade do perigo ... nós, vampiros. Depois eles voltam a envelhecer,

como aconteceu com os antepassados de Jacob. – Ele foi me explicando. – Com

Renesmee não sabemos quase nada, nem se ela é venenosa.

– Acho que ela não é. – Disse e Carslile não entendeu, tive que me explicar. – Ela

mordeu Bella assim que nasceu.

– Uhmmm. Isso é um ponto importante. – Ele disse e pensou em Jacob.

– Por favor, Carslile ... – Pedi e ele entendeu que eu não queria ouvir nada daquilo. –

Cuidaremos disso depois ... Juntos.

– Ok. – Carslile disse então ele e Alice saíram sem questionar a minha decisão. Me

deixaram só com Bella.

Puxei uma cadeira e me sentei ao lado de Bella. Foi a primeira vez que me senti

cansado. Eu sentia a sede queimando em minha garganta mas precisava aguentar. Eu

jurei a mim mesmo que só me alimentaria depois que Bella estivesse transformada. Eu

precisava pensar em tudo o que tinha ocorrido.

Assim que toquei na mão de Bella senti que sua temperatura estava mais baixa

que o normal humano. “Talvez esteja funcionando”, pensei. Eu precisava me agarrar à

esperança que Bella sentia.

As horas passavam se arrastando ... Eu fechava meus olhos e deitava minha

cabeça ao lado do corpo de Bella ... e esperava.

Ouvia tudo o que acontecia no andar de baixo. Emmet tentava se distrair vendo

um jogo na TV ou jogando xadrex com Jasper. Alice angustiada pelos cantos por que

não estava ainda conseguindo ver Bella claramente, ela queria ter certesa para falar

comigo. Rosalie e Jacob cuidando de Renesmee, Esme cuidando da reforma do nosso

presente de casamento.

Ela havia começado a reforma de um chalé assim que fomos para a Ilha Esme,

mas parou assim que soubemos da gravidez de Bella. Esme perdeu o ânimo, a

preocupação a bloqueou, mas depois que Carslile a garantiu que tudo acabaria bem ela

retomou a reforma. Ela queria que estivesse tudo pronto quando Bella despertasse.

Carslile ficava medindo Renesmee várias vezes no dia e fazendo os cálculos de

estimativa de seu crescimento. Ele estava realmente preocupado.

– Jacob voltou. – Emmet veio me avisar já que eu não tinha dado as caras na sala. Ele

falava baixinho. – Ele trouxe Sam, estão querendo falar com você.

– Não posso cuidar disso agora, mas peça para Carslile conversar com ele, e fique de

olho para mim, por favor. – Pedi.

– Claro, Carslile já está conversando com eles ... – Ele me disse. – Como ela está?

– Eu não sei ... ela não mostra nenhum sinal de reação. – Disse preocupado. – Nem seus

olhos se movem ... não sei Emmet ...

– Ei! Pode parar. Nem pense em perder as esperanças. – Emmet me falou. – Carslile

disse que você usou muita morfina, ela deve estar tão apagada que nem está sentindo.

– Por isso mesmo me preocupo. Será que usei morfina demais para ela?

– Acho que você fez o certo e correto. – Ele me garantiu. – Você lembra bem como foi

para nós, se Bella estivesse sofrendo não aguentaria calada.

– Pode ser ... mas ela sempre me surpreende. Nunca sei o que esperar. – Confessei.

– Não acredito nisso. Em mim, o Carslile usou morfina mas ela queimou rápido. Acho

que você agiu tão rápido que o veneno começou a agir mesmo só depois que Bella

estava bem apagada. – Emmet disse.

– Espero que você esteja certo. – Eu torcia para que ele tivesse razão, mas não tinha

tanta certesa.

– O que você fez foi um achado. Carslile está muito orgulhoso de você, cara. – Ele me

elogiou.

– A espera está sendo torturante. – Disse angustiado.

– Eu posso tentar imaginar ... Penso como deve ter sido horrível para Rose. – Ele

meditou.

– Foi sim. Tivemos que tirá-la de casa. – Contei para ela. – Ela ficou desesperada. Foi a

primeira transformação que ela presenciou.

– Foi assim com você e Esme também? – Emmet me perguntou curioso. Rosalie sempre

evitar falar naquele assunto com Emmet.

– Sim, mas não tão forte como foi com você. – Expliquei o que ele queria saber. – Nós

estávamos com o sangue muito fraco. Você sempre foi muito forte e estava apenas

machucado. E mesmo com as lesões extensas seu sangue era muito forte, e a morfina

queimou rapidamente.

– Entendi. – Ele disse. – Mas pelo jeito você acertou com Bella. Ela parece muito

tranquila.

– Eu sei ... Ainda sinto o cheiro forte da morfina em seu organismo. – Tive então uma

idéia. – Será que Jasper conseguiria me dizer algo?

– Talvez. Você quer que eu o chame assim que ele voltar? – Ele me disse.

Jasper havia saído para caçar para não ficar atraído pelo sangue quente de

Renesmee, apesar dele não ver nenhum perigo. Ele foi apenas por precaução e eu fiquei

muito agradecido por aquilo, eu tinha que cuidar de Bella.

– Sim ... obrigado, Emmet. – Agradeci.

– De nada ... Você sabe que todos gostamos de Bella ... Até Rose agora a admira. – Ele

disse orgulhoso.

– Eu sei ... Ela a ajudou Bella nessa loucura toda. – Disse ainda chateado.

– Você ainda tem raiva dela? – Ele perguntou mas sabia a resposta.

– Não é a mesma coisa ... Só vou pensar nisso depois ... se der tudo certo.

– Vai dar ... acredite. – Ele me disse e se virou e saiu.

Ouvi na mente de Carslile e Sam durante toda a conversa. Os quileutes não nos

incomodariam mais. Jacob mostrou a eles em sua forma de lobo o momento em que ele

atou sua vida à de minha filhinha, Renesmee. “Ótimo”, pensei sarcasticamente. Menos

um problema para minha família, mas para mim outro estava nascendo. Não sabia qual

seria a reação de Bella ao imprinting de Jacob com nossa filha, mas podia imaginar.

Fiquei alí sentado ao lado de Bella, pensando e velando sua inconsciência,

ouvindo seu coração galopar enquanto queimava no fogo da transformação por todo o

dia. Eu fitava seu rosto o tempo todo esperando por qualquer sinal de reação, mas nada

acontecia. Bella parecia ... morta. Senti um buraco abrindo novamente em meu peito

naquele momento.

– Amor ... Você pode me ouvir? – Eu chamava por Bella mas nada acontecia. – Se

você puder me ouvir ... Eu te amo ... me desculpe por fazer isso com você ... conosco.

A agonia de não poder fazer nada me consumia. Ás vezes Esme ou Alice iam até

lá tentar conversar comigo, me contar como Renesmee estava progredindo, mas nada

me animava. Pensaram em trazer Renesmee para ver a mãe mas eu impedi. Bella não ia

querer aquilo.

– Você precisa de mim, Edward? – Jasper disse assim que chegou.

– Você consegue sentir como ela está? – Implorei por meu irmão.

– Sinto muito ... sua mente está muito adormecida, Edward. Mas posso garantir que ela

não está sofrendo ... não o suficiente para que eu possa sentir. – Ele me garantiu.

– Obrigado, Jasper ... Obrigado. – Agradeci ao meu irmão. Vi na mente dele que ele fez

um grande esforço para penetrar na mente e nos sentimentos de Bella para poder sentir

algo, mas nada aconteceu.

– Ok ... Mas eu posso sentir você. – Ele disse. – Sei que você está sofrendo muito por

ela, pela sede, por Renesmee, por Jacob e até por nós.

– Não é nada comparado ao que ela deve estar sentindo. – Disse.

– Você está se punindo. – Ele afirmou. – Você não precisa fazer isso. Não é justo com

você.

– Não é justo? ... Olha o que eu fiz a ela! – Disse meio alterado olhando para Bella

imóvel naquela cama. – Olha o que eu fiz a todos nós ... Vocês aqui tancados por minha

causa.

– Nós não estamos trancados ... estamos aqui para ficar com você ... com Bella e com

Renesmee. Vocês são a nossa família, e não deixaremos vocês. – Ele me garantiu.

– Não é justo com vocês, Jasper. – eu forcei as palavras a sair.

– Não se preocupe conosco. Todos estamos felizes por ajudar, por você e Bella terem

nos dado Renesmee ... ela é linda e tem o coração puro ... como seu pai e sua mãe. – Ele

nos elogiou. Jasper tentou me envolver numa núvem de esperança ou otimismo mas não

conseguiu um resultado significativo, eu estava tão angustiado que nada conseguia me

animar ou consolar.

– Obrigado, mas não mereço nada disso ... não mereço ela e Renesmee, nem todo o

amor de vocês. Eu devia ter ficado longe quando eu tive a chance, mas não podia ... não

consegui ficar longe dela, e olha o que aconteceu ...

– O destino quiz assim, Edward. – Ele disse me interrompendo o que eu já sabia.

– Ele quiz isso desde a primeira vez que a vi, mas eu lutei contra ele até onde pude.

Agora ele venceu. – Disse de cabeça baixa.

– Talvez ...

– Talvez se eu a tivesse matado? – Disse antes mesmo dele pensar.

– Não ... Se você a tivesse transformado logo ...

– Mas eu não o fiz e estou pagando por isso. – Disse o interrompendo mais uma vez.

– Não era isso que eu ia dizer. – Ele falou e esperou para ver se eu ia interromper. – Eu

ia dizer que se você a tivesse transformado não teríamos Renesmee.

– Isso é verdade ... ela é muito especial. – Disse e dei um pequeno sorriso ao lembrar da

imagem de minha filha.

– Você quer que eu peça a Alice ou Rose para trazê-la aqui? – Ele ofereceu.

– Não! Bella não ia querer que Renesmee a visse assim ... – Eu recusei.

– Ok ... Qualquer coisa chama a gente. – Ele disse e se virou para sair do quarto.

– Pode deixar ... Ah! – Agradeci mas o chamei de volta. – Como estão as coisas lá

embaixo com Jacob?

– Está tudo bem ... estamos de olho nele. Agora ele está com Rosalie lá fora, eles estão

mostrando as flores e passarinhos para ela. – Ele me contou.

– Isso é bom ... vamos distraí-la até que Bella ... se cure.

– Estamos fazendo de tudo. – Ele disse e saiu.

Aquele foi mais um longo dias ... o coração de Bella continuava acelerado e sua

pele ia ficando cada vez mais pálida e fria. Percebi que com o passar das horas o cheiro

da morfina ia diminuindo equanto eu ficava sempre ao seu lado. Minha família ... e

Jacob, se revezavam nos cuidados com Renesmee. Eu podia ver na mente deles que

todos reparavam no crescimento acelerado e a cada medição de Carslile aquilo era

confirmado. Carslile e Emmet saíam para comprar mais sangue para Renesmee que não

aceitava as horríveis papinhas humanas. “Eca”, eu pensava quando via na mente de

Renesmee a sua reação, ela não gostava daquilo. Eu ficava no quarto-UTI

acompanhando através da mente de todos, inclusive a de Renesmee tudo que acontecia

... eu relataria tudo para Bella posteriormente.

– Sem mudanças? – Carslile disse logo que entrou. Ele havia retornado com algumas

bolsas de sangue para alimentar Renesmee.

– Nenhuma. – O informei.

– Não há mais vestígios de morfina. – Carslile disse assim que inspirou no braço de

Bella.

– Eu sei. – Confirmei.

– Bella? Você pode me ouvir? – Carslile disse no ouvido de Bella mas ela não dava

nenhum sinal.

– Bella? Bella, amor? Você pode abrir seus olhos? Você pode apertar a minha mão? –

Disse também e apertei um pouco a mão dela que eu segurava ... Mas nada.

– Talvez... Carlisle, talvez fosse ... tarde demais. – Disse angustiado ao meu pai.

– Ouça o coração dela, Edward. Está mais forte até do que o de Emmett. Eu nunca ouvi

nada tão vital. Ela estará perfeita. – Ele disse me tranquilizando.

– E a... a coluna dela? – disse mais angustiado que nunca. Eu tinha muito medo de ter

feito algo errado.

– Os machucados dela não são piores que os de Esme eram. O veneno irá cura-lá como

fez com Esme. – Ele continuava a me dar força.

– Mas ela está tão imóvel. Eu devo ter feito algo errado. – Eu contestava.

– Ou algo certo, Edward. Filho, você fez tudo o que poderia e mais. Eu não tenho

certeza se teria a persistência, a fé para salvá-la. Pare de se culpar. Bella vai ficar bem. –

Ele retaliou.

– Ela deve estar em agonia. – Disse inspirando fundo.

– Nós não sabemos. Ela tem muita morfina no sistema dela. Nós não sabemos o efeito

que virá dessa experiência.

– Bella, eu te amo. Bella, eu sinto muito. – Disse sussurando em seu ouvido.

“– Rosalie e Jacob ficam brigando o tempo todo por tudo. Eles não se suportam, só

aguentam por Renesmee. Você deveria falar com eles. Rose também não aprova a

situação de Jacob e Renesmee mas não consegue deixá-lo longe, Renesmee pede por

Jacob todo tempo. ”, Carslile me disse em sua mente.

– Não, eu vou ficar bem aqui. Eles terão que resolver.

– Uma situação interessante. E eu achava que tinha visto de tudo. – Ele me disse se

referindo a uma vampira e um lobisomem unidos em prol de um bem comum ...

Renesmee, mesmo se odiando.

– Eu vou lidar com isso depois. Nós lidaremos com isso. – Disse e apertei mais a mão

de Bella. “Estaremos juntos o tempo todo e resolveremos essa questão juntos ... para

sempre.”

– Eu tenho certeza que nós cinco podemos evitar que isso se transforme em um banho

de sangue. – Carslile me disse.

– Eu não sei que lado tomar. Eu adoraria dar uma surra nos dois. Bem, mais tarde. –

Disse.

– Eu me pergunto o que Bella vai pensar ... qual lado ela vai tomar. – Carslile me disse

e pensou “Com o humor de Bella e o amor que ela sentia por Renesmee mesmo antes

dela nascer é bem capaz dela avançar em Jacob.”

– Tenho certeza que ela vai me surpreender. Ela sempre faz isso. – Disse rindo sem

humor.

“– Vou checar tudo lá embaixo. Pode deixar que não vou deixar eles se matarem. Fique

tranquilo. Se precisar de algo me chama”, ele pensou. Eu assenti com a cabeça e ele se

foi.

Fiquei só por mais de 4 horas no quarto-UTI enquanto vi que a casa estava

calma. Jacob tinha ido à La Push novamente assim que Renesmee havia adormecido.

“Minha filha dorme ... quem diria.”, pensei. Alice então resolveu fazer uma visita.

– Quanto tempo mais? – Perguntei assim que Alice apareceu na porta.

– Não demorará muito agora. Está vendo quanto clara ela está se tornando? Eu consigo

vê-la bem melhor. – Alice suspirou por poder ver alguma coisa com Jacob fora e

Renesmee dormindo no colo de Rosalie que passeava ao redor da casa, acompanhada

por Emmet.

– Continua se sentindo um pouco amargurada? – Perguntei a ela.

– Sim, obrigada por ter lembrado. – Ela resmungou e me mostrou a língua. – Você

também estaria mal se percebesse que você está algemado a sua própria natureza. Eu

vejo melhor vampiros, porque sou uma; eu vejo razoavelmente bem humanos, porque já

fui uma. Mas eu não consigo ver essa nova raça porque eu não fui uma delas. Bah!

– Foco, Alice.

– Certo. Bella está quase fácil de ser vista agora. – Alice disse me mostrou uma visão de

Bella acordando. Suspirei de alívio. Aquilo me deixou mais esperançoso

– Ela realmente vai ficar bem. – Disse forçando a voz a sair pela minha garganta que

estava quase fechada.

– Claro que ela vai.

– Você não estava tão confiante há dois dias atrás. – Disse a Alice.

– Eu não conseguia ver direito há dois dias atrás. Mas agora que ela está livre daqueles

pontos cegos, é muito mais fácil. – Ela me garantiu.

– Você poderia se concentrar por mim? Por alto... me dê uma estimativa.

– Tão impaciente. Certo. Me dê um segundo... – Alice suspirou e disse. “Ela acordará

dentro de no máximo três horas.”

– Obrigado, Alice. – “Falta pouco.”, pensei aliviado.

– Ela será deslumbrante. – Alice disse o absurdo.

– Ela sempre foi. – Suspirei e disse a minha certesa.

– Você sabe o que quero dizer. Olhe para ela. – Alice bufou e disse.

Alice tinha razão, Bella já parecia diferente, mas continuava linda, apenas alguns

traços estavam mais marcantes. Seu cabelo parecia um pouco mais liso e sua maçã do

rosto mais destacada, seus lábios pareciam mais rosado em contraste com a pele quase

tão pálida como a minha. Ela definitivamente conseguiu ficar mais linda.

Eu esperava ansioso pelas últimas horas que Alice tinha me informado e para

tentar aguentar resolvi observar tudo o que acontecia na sala, ou onde Renesmee

estivesse.

– É a minha vez. – Rosalie discutia com Jacob no andar de baixo. “Que saco!”, pensei.

Ela o derrubou do sofá e Jacob ficou muito chateado. Se levantou furioso com Rosalie.

– Hei, calma. – Emmet se colocou entre os dois rapidamente e apartou uma provável

briga. “Agora não”, ele pensou.

Eu podia contar com Emmet para controlar Rosalie e Jacob. Ele era forte e

grande o suficiente para controlar Jacob e perspicaz para controlar Rosalie. Ele tinha

cartas na manga para negociar com ela. Rosalie sempre foi muito vaidosa e não

conseguia ficar um dia sem que Emmet a elogiasse ou atendesse aos seus desejos,

sempre que ele a negava qualquer um desses prazeres ela ficava muito emburrada, até

enciumada e ele sabia desse poder sobre ela. O usava quando precisava controlar o

gênio dela, era a única coisa que fazia Rosalie recuar.

– É ele, Emm. Ele quer Renesmee o tempo todo. – Rosalie reclamou com Emmet.

– Ei ... não é bem assim. Ela me quer e não você. – Jacob provocou.

– Cala boca Lobo. Senão te boto daqui pra fora. – Ameaçou Emmet. – Rose, não

provoca também ... Vocês parecem dois bebês ... Não, pior. Um casal de velhos. – Ele

completou gagalhando da cara deles.

– Eca! – Disse Jacob. – Ela fede demais.

– Eu? Até parece ... Sai daqui agora, Cachorro! – Rosalie disse irritada.

“– Não ... quero meu Jacob!”, Renesmee pensou e tocou no rosto de Rosalie mostrando

a imagem de Jacob.

“Maravilha!”, pensei sarcasticamente. “Bella não vai gostar nada disso.”

Assim que Renesmee tocou no rosto de Rosalie ela bufou alto. Jacob e Emmet

notaram na hora.

– Não disse. – Jacob gozou da cara de Rosalie.

Jacob ficou de braços cruzados na frente dela esperando por Renesmee. Eles não

se suportavam mas tinham que conviver por conta de minha filha, pelo menos até Bella

despertar, o que não faltava muito. Rosalie teve que ceder e entregar Renesmee a Jacob.

– Obrigado, Loira. – Jacob provocou. – Faz o seguinte, vai dar uma volta por que

Renesmee deve estar enjoada desse teu cheiro.

– Chega Jacob. – Emmet o impediu a continuar com a troca de insultos.

Jacob pegou no ponto fraco de Rosalie, sua vaidade. E como era de se esperar

Rosalie pensou e resolveu subir para se banhar e se arrumar. Pegou na mão de Emmet e

o puxou para irem para seu quarto.

“Não ... Tia Rose!”, Renesmee pensou e tocou em Jacob mostrando o rosto de Rosalie.

Ele não gostou, claro.

– Loira! ... Fiquei. Nessie quer você aqui também. – Jacob disse a Rosalie que já estava

indo para a escada furiosa.

– Viu, cachorro! Ela me ama também ... e não fica nada enjoada e enojada como você. –

Ela provocou e pulou de volta.

– É ... só por que é a parte vampira dela que está aguentando. – Ele teve que admitir mas

disfaçou um sarcasmo.

– Ela também é meio humana, então ... você que é o esquisito aqui. – Rosalie contaatacou.

– Esquisito? Eu? – Jacob se ofendeu.

– É você mesmo... – Rosalie concluiu. – Agora pára de enrolar a dá logo o mamá dela.

Seja... eficiente pelo menos nisso.

– Eu sempre sou eficiente. – Jacob disse e começou alimentar Renesmee.

Eles então tiveram que se aturar o dia inteiro sob os olhares atentos de Emmet e

Carslile que acompanhavam tudo. Todos ficaram ansiosos quando Alice chegou na sala

e contou a novidade ... que Bella logo despertaria. Fiquei fitando Bella ainda

adormecida e ouvindo tudo enquanto esperava as intermináveis horas passarem.

– Isso é ótimo. Edward está um trapo. – Emmet disse baixinho na inútil tentativa de me

deixar de fora.

– Por que você tá falando baixo? Você acha que ele não está ouvindo tudo? – Rosalie

disse rindo baixo.

– E aí? Quem vai querer uma apostinha? – Emmet ofereceu animado.

– Aposta? Apostar o que, Emmet? – Esme falou intrigada.

– É óbvio. Se Bella vai querer matar Jacob ou não. –Ele propôs.

– Ei ... me deixa fora disso. – Jacob se esquivou.

– Fora? É ruim,cachorro. Você é o ponto chave ... Ou você não está preocupado com a

reação de Bella. –Emmet o desafiou.

– Ela sempre me perdoa. E agora não vai ser diferente. – Jacob se garantiu mas em sua

mente ele sabia que existia essa possibilidade.

– Ah vai. Pode contar que vai ... ela será uma de nós ... e não há nada pior do que uma

mãe vampira. – Rosalie implicou com Jacob.

– É mesmo ... Mexe com um de nós para ver como Esme fica. – Emmet ajudou.

– Ei! Eu não sou assim ... É mentira, Jacob. – Esme se defendeu.

– Mentira? ... Ei Alice, lembra daquele maluco do Francesco? Aquele vampiro Espanhol

que tentou me pegar no meu primeiro ano? – Emmet colocou lenha na fogueira.

– Lembro ... – Alice disse e começou a rir.

– O que tem? ... Esme matou ele por acaso? – Jacob disse brincando.

Assim que Jacob falou todos ficaram sérios e olharam para Esme.

Emmet sempre foi meio afobado em relação a uma boa briga e ele foi provocado

justamente por um vampiro velho, mas muito experiente. Francesco era, espanhol e

havia se encantado por Rosalie. Emmet, claro, não gostou. Naquela época ele era ainda

mais deslumbrado por ela, não conseguia entender como aquela “diva”, na visão dele,

pudesse gostar dele, isso trazia muita insegurança para ele. O resultado não poderia ser

diferente, ele partiu para cima de Francesco que se esquivou e contra-atacou pegando

Emmet com guarda baixa. Ele quase o matou, só não contou que Esme, com aquela

carinha de anjo pudesse reagir a tempo e salvar Emmet. Na verdade nenhum de nós

esperava por aquela reação de Esme. Ela acabou com Francesco antes mesmo de

chegarmos. Alice teve a visão bem em cima da hora e estávamos muito distante do

local. Eu corri e cheguei a tempo de ajudá-la antes que Francesco conseguissese

recompor. Emmet ficou muito abalado mas se recuperou rapidamente ... Ele era muito

jovem e não tinha experiência nenhuma com lutas entre vampiros, aquela foi a primeira

e ele levaria uma surra se Esme não estivesse com ele. Foi a primeira vez que Esme

deixou despertar esse seu lado monstro ... “Meu filho não!”, ela gritou naquele dia, me

lembrei perfeitamente.

– É Jacob ... mas não me orgulho disso. Mas o que eu podia fazer? Ele tava atacando o

Emmet e os outros não estavam por perto. Eu fiz na defesa de meu filho, somente isso. –

Esme se defendeu e todos riram.

– Não disse ... Você não vai durar nada, cachorro. – Rosalie falou mexendo com a

cabeça de Jacob.

– Renesmee é filha biológica de Bella e Edward, então é pior ainda. Ela vai ficar irada

contigo, lobo. – Jasper colocou mais lenha na fogueira.

– Mas Bella não será assim ... não me preocupo comigo. É com outra coisa que me

preocupo. – Ele disse e olhou para Renesmee que dormia em seu colo depois de ficar

empasinada de tanto beber.

– O que te preocupa então, cachorro? – Rosalie disse sarcasticamente.

– Não é óbvio? Nessie. – Ele disse e olhou para minha filha novamente.

– Rosalie? Traga Renesmee para que eu possa medi-la novamente. – Carslile chamou

em seu escritório.

– Ela nunca atacaria a própria filha. – Rosalie defendeu Bella e tirou Renesmee do colo

de Jacob, que não reclamou.

– Não sei ... Nessie tem sangue quente e seu coração bate, não é isso que atrai vocês? –

Ele perguntou preocupado aos outros na sala enquanto Rosalie subia com Renesmee.

– Sim, mas Renesmee é filha dela. – Emmet comentou.

– Mas Bella será uma recém-nascida como aqueles loucos da clareira ... lembram?

Vocês mesmo acham que ela avancaria em mim. Será que Nessie não corre nenhum

risco? – Jacob falou e deixou todos preocupados.

– Claro que não ... – Esme ia falar mas voltou atrás.

– Você pode ter 100% de certesa? ... Eu não tenho. – Ele perguntou.

– Nem eu. – Disse Alice. – Não consigo ver o futuro de Jacob nem o de Renesmee.

– Por que? A gente já sabia de Jacob, mas Renesmee? – Esme perguntou.

– Ela é híbrida como ele, acho que é essa a explicação ... a única que eu encontrei por

que eu consigo ver humanos e vampiros, mas ela não, mesmo sendo meio vampira,

meio humana. – Alice explicou.

– Talvez o Jacob tenha um ponto de vista diferente do nosso. Temos que pensar nessa

possibilidade. – Carslile disse preocupado também assim que retornou acompanhado

de Rosalie e Renesmee. Ela estava mais 1 centímetro e meio maior.

– Precisamos conversar com Edward sobre isso. – Jasper disse preocupado sentindo o

clima tenso na sala.

– Eu vou ... deixa que eu falo com ele. – Jacob se ofereceu.

– Vai nessa ... é a sua cabeça que está em jogo também. – Disse Emmet.

Fiquei aguardando Jacob chegar. Ele veio caminhando lentamente, pensando em

toda a conversa que tinha tido com minha família e também relembrando uma conversa

que teve Leah. Eu não sabia que Leah apoiava a decisão de Bella, foi uma surpresa

ouvir que Leah faria o mesmo que Rosalie e gostaria que Bella ou Rosalie fizessem o

mesmo por ela, se a situação fosse contrária. Ela considerava que se algo improvável,

como uma gravidez acontecesse com ela gostaria de ter o apoio de Bella ou mesmo de

Rosalie. “...O que mais queremos é sempre o que jamais podemos ter ...”, Leah disse

para ele uma vez. “... Não é o que ela está fazendo. Acho que é mais como se ela

estivesse, indiretamente, vivendo aquilo...”, ela disse se referindo à atitude de Rosalie

em relação à gravidez de Bella, à Renesmee. “...Se fosse ao contrário, eu iria querer

que Bella fizesse o mesmo por mim. E Rosalie também. Nós duas agiríamos como

ela...”. Fiquei meditando sobre aquilo tudo e tentando entender a mente e as reações das

mulheres em questão ... Esme, Rosalie, Leah e Bella. Elas tinham um instindo materno

adormecido que só aflorou realmente quando Bella engravidou de Renesmee.

Com Alice a coisa era diferente. Como ela não se lembrava em nada de sua vida

humana, essa coisa de instinto materno não fazia sentido para ela, apesar de amar

Renesmee. Alice prezava mais a amizade e o amor entre irmãos do que qualquer outro

sentimento ... além do amor incondicional por Jasper, sua alma gêmea, se é que um

vampiro pode ter isso.

– E aí, Edward. – Jacob me saudou. – Posso entrar?

– Pode, mas fale baixo, não sei até que ponto Bella pode nos ouvir. – Pedi. Era a

primeira vez dele no quarto-UTI depois do parto de Renesmee.

– Então ... talvez seja melhor você vir aqui para fora. – Ele pediu e eu assenti.

– Estarei aqui na porta, meu amor. Não vou demorar. Ficarei de olho em você. Eu te

amo. – Disse e beijei sua mão, mais fria do que nunca. – O que você quer, Jacob. Eu

estava ouvindo vocês lá na sala.

– Eu imaginei ... Bem, o caso é o seguinte, não vou deixar que Nessie seja cobaia para

vocês testarem a resistência de Bella. – Ele disse o absurdo tranquilamente para mim.

– Como é? Você acha que eu colocaria minha filha e Bella em risco? Você é um idota

por acaso? – Disse irado com o absurdo de Jacob. Jasper e Emmet ouviram minha voz

alterada e subiram correndo.

– Não é isso ... você me entendeu mal ... pela primeira vez, digo de passagem. – Ele

disse e deu de ombros.

– O que você quer dizer então, cachorro? Fale logo. – Ordenei.

– Me ofereço como primeira alternativa. – Ele disse.

– Alternativa? – Emmet e Jasper disseram juntos assim que ouviram Jacob.

– Sim. Se Bella conseguir resistir a minha proximidade, ao calor do sangue, talvez ela

consiga se aproximar de Nessie sem perigo. – Ele disse a sua idéia a nós três.

– Não acho que Bella vai gostar tanto assim depois que despertar. Seu cheiro vai repelila

como faz conosco. – Disse a ele.

– Mas pode servir como teste. – Ele insistiu. “Por favor ... faça isso por mim.”, ele

pediu novamente em sua mente.

– É a sua cabeça que está em cheque ... Se Bella te morder será a morte para você. –

Disse.

– Não me importo. O que importa são as garantias para Nessie. – Ele insistiu.

– Ok, Jacob. Você terá seu teste ... assim que Bella despertar. – Conferi a ele o teste que

ele tanto queria, mas mesmo não acreditando no sucesso dele.

– Obrigado ... Posso vê-la? – Ele pediu.

– Acho que não é uma boa hora, Jacob. Por favor me deixe a sós com Bella. Preciso

pensar e me preparar. Está quase na hora e preciso pensar em como contar a Bella toda

essa confusão quando ela estiver em segurança. – Disse a minha decisão.

– Ok ... Espero que dê tudo certo. – Ele disse a saiu de cabeça baixa.

Depois do imprinting entre Jacob e Renesmee, Bella passou a ocupar um pedaço

pequeno no coração de Jacob, ela agora era somente uma amiga ... uma amiga muito

querida, mas ele não a amava como antes, todo aquele amor foi canalizado para minha

filhinha ... meu bebê. Aquela idéia ainda me irritava, mas eu precisava e tinha que tentar

entender. Ele não tinha alternativa.

– Você está bem? – Emmet disse tocando no meu ombro.

– Não ... mas vou ficar. – Disse e olhei para dentro do quarto.

– Estaremos lá embaixo esperando. – Jasper disse e desceu com Emmet e Jacob.

Voltei e fiquei ao lado de Bella segurando sua mão por mais 2 horas. Todo esse

tempo eu pensava nas alternativas, nas possibilidades e nas diversas formas de reação de

Bella até que seu coração acelerou mais.

– Carlisle. – Chamei assim que ouvi o coração de Bella disparar.

Carslile chegou em menos de 2 segundos acompanhado de Alice que já estava

preparada. Ele era o que mais tinha a experiência em transformação e poderia me

garantir se realmente estava acabando.

– Ouça. – Disse a eles. O coração de Bella disparava cada vez mais.

– Ah. Está quase no fim. – Carslile me contou. “O fogo está consumindo tudo que pode

agora”, ele pensou.

– Em breve. – Alice disse animada. “Está quase se concretizando, ela está cada vez

mais nítida para mim.”, ela pensou. –Eu vou trazer os outros. Eu devo pedir a

Rosalie...? – “Que mantenha Renesmee longe?”, ela completou em pensamento.

– Sim... mantenha o bebê longe. – Concordei. Não sabíamos a reação de Bella.

Fiquei ao lado do corpo de Bella observando suas reações. “– Ela mexeu os

dedos”, pensei então eu, Alice e Carslile trocamos um olhar, eles também haviam

percebido.

– Bella? Bella, amor? – Chamei por segurando a mão que havia acabado de mexer.

– Eu os trarei aqui para cima. – Alice disse e correu para chamar os outros.

“– Vamos, está começando.” – Alice disse no topo da escada. – “Rosalie, Jacob? Para

fora com Renesmee, o resto venha comigo.”

Depois de 15 segundos em que todos estavam lá esperando por Bella, seu corpo

começou a dar sinal de vida, ele arqueou para cima quando pudemos ouvir o som de seu

coração cavalgando tão alto que um humano poderia ouvir tranquilamente.

“–Ela está sofrendo”, gritei em minha mente.

“– Afaste-se, Edward. Ela pode se assustar.”, Carslile me advertiu assim que eu

demonstrei a intenção de tocá-la.

Imediatamente recuei e o corpo de Bella despencou novamente sobre a maca.

Emmet e Jasper se posicionaram na frente de Alice em uma posição protetora. Bella

ficou imóvel novamente mas seu coração continuava batendo forte e o fogo continuava

consumir tudo que podia.

Escutamos então um som mais alto, uma batida mais intensa. “Mais alguns

segundos.”, Alice pensou então pudemos ouvir seu coração vacilando duas vezes ... aí

veio o silêncio ... e depois mais uma batida.

“– Acabou.”, Alice e Carslile pensaram ao mesmo tempo.

Bella ainda ficou 3 segundos sem se mexer até que suas pálpebras tremeram e ela despertou para uma nova vida ... ao meu lado, para toda a eternidade.